Temperos substituem o sal e deixam sua comida muito mais saudável

Dicas de ervas que, além de saborosas, fazem bem para a saúde do seu corpo

Alho e Cebola

Os acompanhamentos básicos de quase todos os nossos pratos fazem muito bem a nossa saúde. “O alho, por exemplo, contribui para a diminuição da pressão sanguínea e dos níveis de colesterol. Já a cebola inibe a ação de algumas bactérias e fungos prejudiciais ao nosso organismo e diminui os riscos de trombose e aterosclerose”, diz a especialista. A duplinha também ajuda na prevenção de alguns tipos de câncer, como o de pulmão, estômago, próstata e fígado.

sal é um dos vilões mais temidos da atualidade, mas também é o menos combatido. Isso porque desde sempre nós nos acostumamos a comer tudo com uma bela pitada de sal. E se fosse só essa pitada, tudo bem! Mas, o que torna o sal um grande vilão é que ele é a principal fonte de sódio que consumimos, podendo causar aumento da pressão arterial levando a problemas mais sérios de saúde, como a hipertensão e sobrecarregar os rins.

Porém, manter o sal longe do prato ou pelo menos diminuir as quantidades dele nas receitas pode ser mais fácil do que você imagina. A substituição do mineral por outros temperos naturais dá novo gostinho às preparações e ainda por cima promove uma onda de boa saúde. “Os temperos naturais ou condimentos melhoram o sabor, aroma e aparência dos alimentos preparados”, explica a nutricionista Maíra Malta, da Unesp.
Fonte: www.minhavida.com.br/…/11762-temperos-substituem-o-sal-e-deixam-s

Imagens: Meramente ilustrativas
Resumo, montagem e distribuição de texto: Jornalista Wilson Souza

Formatação e publicação: Stanley Monteiro

Não considere quaisquer informações apresentadas nesta apresentação como aconselhamento médico ou diagnóstico. Você deve sempre consultar o seu médico ou profissional de saúde qualificado antes de tomar qualquer atitude. A responsabilidade das informações exaradas no texto é de encargo da fonte acima.

Lucineide Brasil – Graduada em assistência social – gestora do cadastro

Esta notícia foi visualizada 21 vezes