Segurança – Choque elétrico doméstico – Saiba como evitar

Perigos com pipas, papagaio e cerol

Atenção: O uso do cerol é proibido, os responsáveis por menores que se envolverem em acidentes relacionados com o uso do cerol serão responsabilizados.

Evitando acidentes com pipas e papagaios

  • Não solte pipas em dias de chuva, principalmente se houver relâmpagos.
  • Evite brincar perto de antenas, fios telefônicos ou cabos elétricos. Procure locais abertos como praças e parques.
  • Tente soltar pipa sem rabiola, como as arraias. Na maioria dos casos, a pipa prende no fio por causa da rabiola.
  • Não empine pipa em cima de lajes e telhados.
  • Jamais utilize linha metálica, como fio de cobre de bobinas ou cerol (mistura de cola com caco de vidro). Também não faça pipas com papel laminado. O risco de choque elétrico é grande.
  • Cuidado com ruas e lugares movimentados, principalmente quando andar para trás. Pode ter algum buraco ou pista.
  • Atenção especial com os motociclistas e ciclistas — a linha pode ser perigosa para eles. Fique atento para que a linha não entre na frente deles.
  • Se a pipa enroscar em fios, não tente tirá-la. É melhor fazer outra. Nunca use canos, vergalhões ou bambus. Ao correr atrás das pipas, muito cuidado com o trânsito.

Utilizando a eletricidade com segurança

 

  • Nunca mexa na parte interna das tomadas, seja com os dedos ou com objetos (tesouras, agulhas, facas, etc.);
  • Nunca deixe as crianças brincarem com as tomadas. Vede todas as tomadas com protetores especiais ou um pedaço de esparadrapo largo;
  • Ao trocar lâmpadas, toque somente na extremidade do suporte (de porcelana ou plástico) e no vidro da lâmpada elétrica. Se possível, desligue a chave geral antes de fazer a troca;
  • Nunca toque em aparelhos elétricos quando estiver com as mãos ou o corpo molhados;
  • Não mude a chave de temperatura (inverno/verão) do chuveiro elétrico com o corpo molhado e o chuveiro ligado;
  • Mantenha os aparelhos elétricos em bom estado para evitar sobrecarga, mau contato e curto-circuito. Não hesite em mandar consertá-los sempre que apresentarem problemas ou causarem pequenos choques;
  • Verifique sempre os fios elétricos que ficam à vista. Com o tempo, a sua capa protetora se desgasta. Nunca deixe um fio elétrico descoberto;
  • Instale o fio terra em chuveiros e torneiras elétricas;
  • Ao manusear objetos metálicos, tenha cuidado para que não esbarrem em nenhum cabo elétrico aéreo;
  • Nunca pise em fios caídos no chão, principalmente se a queda foi conseqüência de uma tempestade;
  • Não usar tomadas e fios em mau estado ou de bitola inferior à recomendada;
  • Nunca substituir fusíveis ou disjuntores por ligações diretas com arames ou moedas;
  • Não sobrecarregar as instalações elétricas com vários utensílios ao mesmo tempo, pois os fios esquentam e podem ocasionar um incêndio;
  • Em vez de ligar vários eletrodomésticos num “T” ou benjamim, prefira instalar um disjuntor residencial, conhecido como DR;
  • Ao usar o ferro de passar roupa, esteja sempre com os pés calçados. Nunca deixe o ferro elétrico ligado quando tiver que se ausentar para realizar outra tarefa, mesmo que seja por alguns minutos, isso pode causar grandes incêndios;
  • Observe se os orifícios e grades de ventilação dos eletrodomésticos (como T.V., vídeo e forno de microondas) não se encontram vedados por panos decorativos, cobertas, etc.;
  • Não deixar lâmpadas, velas acesas e aquecedores perto de cortinas, papéis e outros materiais combustíveis;
  • Se a casa ficar desocupada por um período prolongado, desligue a chave elétrica principal.
  • Não faça ligação clandestina (gatos).
  • Antes de fazer qualquer ligação elétrica ou instalação de enfeites e alegorias, contate a Cemig.

Observação: Caso seja necessário remover do local uma vítima de descarga elétrica, envolva as mãos em jornal ou em um saco de papel. Empurre a vítima para longe da fonte de eletricidade com um objeto seco, não-condutor de corrente, como um cabo de vassoura, tábua, corda seca, cadeira de madeira ou bastão de borracha, de modo que não a machuque.

Cuidados com Trios elétricos, carros alegóricos e alegorias de grande porte:

  • Evite trafegar debaixo da rede elétrica, pois a altura desses veículos poderá ser próxima ou maior que a dos fios elétricos;
  • Nunca pare debaixo da rede elétrica;
  • Em caso de acidente, a simples proximidade na rede elétrica pode gerar um choque. Mantenha uma distância segura da rede.
  • Não jogue, aproxime ou acione serpentinas, confetes, balões, foguetes, rojões e outros adereços carnavalescos em direção à rede elétrica, assim como outros objetos condutores ou não de energia, pois isso poderá causar curto circuito e rompimento dos cabos;

Em casos de colisão de veículos com postes (abalroamento):

  • Não saia do veículo. Se houver um cabo partido em contato com o veículo você poderá tomar um choque;
  • Em situação de incêndio do veículo, abra a porta e pule com os pés juntos, o mais distante possível, sem tocar a lataria do carro;
  • Se estiver do lado de fora do veículo que está em contato com os cabos, não se encoste ao veículo, pois ele poderá estar energizado;
  • Não tente socorrer vítimas que estiverem em contato com fios partidos. Acione imediatamente a Cemig e o Corpo de Bombeiros Militar.

Em casos de vítimas de choque elétrico, o que fazer?

  • Se houver parada cardiorrespiratória, aplique as manobras de ressuscitação. As manobras devem ser realizadas, por pelo menos, uma pessoa devidamente treinada;
  • Cubra as queimaduras com uma gaze ou com um pano bem limpo;
  • Se a pessoa estiver consciente, deite-a de costas, com as pernas elevadas. Se estiver inconsciente, deite-a de lado;
  • Se necessário, cubra a pessoa com um cobertor e mantenha-a calma;
  • Isole o local e desligue o aparelho da tomada ou a chave geral;
  • Acione o Corpo de Bombeiros Militar imediatamente através do telefone de emergência, 193; SAMU 192: PM 190
  • Para corte da energia ligue Energia Elétrica: 116 / 0800 647 0120

O Presidente do Conselho Administrativo da Astir, SGT PM RR Fábio Macedo conclama a todos evitarem o choque elétrico e outros acidentes domésticos. “A grande maioria dos casos os acidentes são provocados por falta de conhecimento ou desatenção. Previna-se, sempre que puder chame o profissional especializado, concluiu Fábio.

 

Fonte: http://www.bombeiros.mg.gov.br/dicas-de-seguranca/7906-choque-eletrico-saiba-como-evitar.html

Adaptação, distribuição e edição de texto: Wilson Souza
Formatação e publicação: Stanley Monteiro}
Legenda foto: – (Foto Wilson Souza)
Imagens: Meramente ilustrativas (Google e site da fonte)

ATENÇÃO – As informações contidas nessa apresentação são de responsabilidade do site em fonte, a ASTIR se exime de qualquer informação contida no mesmo. (Nota da assessoria de imprensa)

 

Esta notícia foi visualizada 15 vezes