ASTIR - Associação dos Policiais Militares e Bombeiros Militares do Estado de Rondônia Psicologia – Psicóloga da Astir orienta sobre transtornos
Home / Notícias / Psicologia – Psicóloga da Astir orienta sobre transtornos

Psicologia – Psicóloga da Astir orienta sobre transtornos

A psicóloga clinica, Patrícia Honorato orienta sobre os transtornos do pânico e ansiedade freqüentes.

Psicologia é a ciência que busca entender o comportamento humano e o funcionamento mental. É o estudo do ser humano através de análise de suas emoções, idéias e sensações. Previne, diagnostica e trata do sofrimento emocional, doenças mentais e distúrbios de personalidade.

Observa e analisa as atitudes, sentimentos e os mecanismos mentais do paciente e procura ajudá-lo a identificar as causas dos problemas e a rever comportamentos que não são adequados, afirma a psicóloga Patrícia Honorato.

Ainda de acordo com Patrícia, a saúde mental dos pacientes é essencial para o equilíbrio de bem-estar geral.

Transtorno do pânico

O Transtorno de Pânico é um dos transtornos de ansiedade que atinge aproximadamente 3% da população, provoca grande sofrimento pessoal e impacto na vida diária dos pacientes. Uma súbita sensação de intensa apreensão, medo ou terror, em geral associado com sentimentos de desastre iminente, caracteriza um ataque de pânico.

A presença recorrente destes ataques e a preocupação sobre ataques futuros e suas conseqüências descrevem essencialmente o Transtorno de Pânico. Múltiplas técnicas psicoterápicas como a psicanálise, o existencialismo e o comportamental tem elaborado uma compreensão do Transtorno de Pânico que auxilia o terapeuta tanto na formulação do caso quanto no planejamento da intervenção terapêutica.

Resultados de tratamentos psicológicos com sucesso têm sido relatados por vários centros de pesquisa. Além de uma sistematização didática sobre o transtorno, este artigo pretende também mostrar os resultados obtidos no atendimento de um caso de um homem de 40 anos, casado, com nível médio de escolaridade, que vinha apresentando ataques freqüentes de pânico e grande restrição na vida pessoal e profissional.

A compreensão de fatores de desenvolvimento (informações errôneas sobre funcionamento corporal, preocupações com saúde, irritabilidade), precipitadores (conflitos conjugais e stress profissional) e mantenedores do transtorno (atenção vigilante e evitações das sensações) foram essenciais para uma adequada formulação do caso e tratamento.

IMPORTANTE: Somente médicos e psicólogos estão habilitados e podem diagnosticar doenças e indicar tratamentos. Receitar remédios, nesses casos, apenas o profissional médico. As informações disponíveis em nesta apresentação possuem apenas caráter educativo.

 O diretor executivo da Astir, SGT PM Alan Mota, comenta que havendo necessidade dos associados ou dependentes se consultarem com as profissionais de psicologia, devem se consultar com médico clinico geral, psiquiatra e outros que farão o encaminhamento para a Psicologia. Após a consulta médica agende na recepção do ambulatório seu atendimento junto a essas profissionais, as quais estão habilitadas para atender qualquer associado, sendo criança, infantil e adulto.

Alan informa os associados que especialistas em psicologia atendem manhã e tarde no ambulatório da capital. Marque sua consulta tendo em mãos o encaminhamento médico.

“Essa administração preocupada com a saúde mental mantém em seu quadro, psicólogas, médicos psiquiatras entre outros, para melhor servir os pacientes, sempre buscando progressos constantes para melhor atender os associados, esta tem sido nossa missão”, disse Alan.

Fontes: Psicóloga Patrícia Honorato/ SGT PM Alan Mota/ http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-56872005000200012/ http://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/470-ansiedade

Texto: Jornalista Wilson Souza/ Patrícia Honorato e sites da fonte
Imagem: Meramente ilustrativa – Google