Patologias mistas – Médico da Astir explica

O médico Artur Jorge, que atende todas as sextas-feiras, manhã e tarde, no ambulatório da Astir explica o que são patologias mistas, ou seja, o diagnóstico das doenças em um paciente.

De acordo com o médico, o qual é especialista em geriatria e medicina do esporte, uma paciente com idade superior a 80 anos apresentou histórias de esquecimento, depressão, transtorno do humor, esquizofrenia e hipertensão arterial.

Ainda de acordo com Artur para fechar o diagnóstico e fazer a prescrição médica é necessário uma serie de exames complementares como ressonância magnética do cérebro, hemograma completo o que inclui lipidograma, TGO, TGP, uréia, creatinina, entre outros e ainda exame clinico, fezes e urina.

As patologias mistas diagnosticadas na paciente foram: Demência senil, hipertensão arterial, depressão, esquizofrenia e transtorno afetivo bipolar. Fechado o diagnostico o tratamento medicamentoso é iniciado.

ATENÇÃO: O médico ALERTA que a automedicação pode trazer riscos irreversíveis a saúde de qualquer paciente, pois apenas o médico é o profissional abalizado para receitar fármacos, principalmente os controlados, porém todo e qualquer medicamento usado sem controle pode causar um descontrole no padecente, disse Artur. 

Patologias mistas nesse caso em tela:

Demência senil: Demência senil é caracterizada por uma perda progressiva e irreversível das funções intelectuais, como alteração de memória, raciocínio e linguagem, perda da capacidade de realizar movimentos e de reconhecer ou identificar objetos. Todos esses sintomas irão interferir nas atividades profissionais e sociais da vida diária do indivíduo, ocorrendo com mais freqüência a partir dos 65 anos de idade.

Hipertensão arterial: A hipertensão arterial, também conhecida popularmente como pressão alta, é considerada como uma doença silenciosa por, muitas vezes, não manifestar os sintomas e atrasar, assim, o diagnóstico por parte do médico. A doença se dá quando a pressão arterial do paciente, maior de 18 anos, é superior a 140 x 90 mmHg (milímetro por mercúrio) – ou 14 por 9.

Segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBS), estima-se que 25% da população brasileira sofram de hipertensão, sendo que em pessoas com mais de 60 anos de idade a porcentagem sobe para mais de 50%.

Além disso, a doença também é a causadora de:

  • 40% dos infartos;
  • 80% dos derrames;
  • 25% dos casos de insuficiência renal em todo o país.

 

Depressão: Sentir-se triste em momentos específicos da vida é normal, como após a morte de um ente querido. Porém, algumas pessoas vivenciam esse sentimento de forma muito intensa e por períodos muito longos, que podem não ser apenas dias, mas sim meses e até mesmo anos. O ponto chave da questão é: essas pessoas nem sempre tem um motivo aparente para se sentirem assim.

Fisiologicamente, a depressão é um desequilíbrio no cérebro. Mas, ao contrário de outras doenças, ela não pode ser curada apenas com medicamentos, já que ela é uma combinação de fatores biológicos, psicológicos e sociais. Ou seja, sua qualidade de vida, seus relacionamentos e sua maneira de enfrentar o mundo, podem ser os gatilhos para a depressão aparecer.

Esquizofrenia: A esquizofrenia é uma desestruturação psíquica que faz com que a pessoa perca a noção da realidade e não consiga mais diferenciar o real do imaginário. É um dos principais transtornos mentais de que se tem conhecimento.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam o paciente esquizofrênico não é extremamente perigoso, assim como também não possui dupla personalidade. Esses equívocos são comuns pela falta de informação da população perante a doença.

Transtorno afetivo bipolar:

O Transtorno Afetivo Bipolar, também conhecido como transtorno bipolar ou depressão maníaca, é uma doença mental grave caracterizada por alterações extremas do humor, configurando episódios de mania e depressão. No contexto psiquiátrico, mania significa um estado de humor exaltado, no qual a pessoa se sente muito bem independente do que acontece ao seu redor.

As oscilações de humor são comuns em nossas vidas e, em geral, não caracterizam uma condição psiquiátrica. O que diferencia as pessoas bipolares é que essas oscilações são mais intensas, duram mais tempo e são capazes de afetar padrões de sono e energia, assim como desestabilizar a estrutura familiar e as diversas relações dos pacientes. Além disso, enquanto a maior parte das pessoas experienciam mudanças no humor devido a acontecimentos em suas vidas, as oscilações dos pacientes bipolares ocorrem sem motivo aparente.

O diretor executivo da Astir, CB PM Alan Mota comunica os associados que de segunda às sextas-feiras profissionais médicos clínicos geral e especialistas atendem no ambulatório, para maior conforto do associado e em caso de dúvida ligue para 3217 2228 ou 9 9285-6131, celular funcional, operadora Claro. Em caso de urgência e emergência o associado deve ser encaminhado para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) que atende 24 horas, 7 dias por semana, com médico, equipe de enfermagem padrão, Hospital Tiradentes, outros profissionais de saúde de sobreaviso, laboratório de análises clínicas, raios-x, ambulância, carro de apoio, entre outros, finalizou Alan Mota.

Fontes: Médico Artur Jorge/ CB PM Alan Mota/ https://www.tuasaude.com/demencia-senil/ https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-depressao-sintomas-tratamento-causas-tipos-e-mais/ / https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-transtorno-bipolar-sintomas-tratamento-tem-cura/ https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-hipertensao-arterial-causas-sintomas-e-tratamento/ https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-esquizofrenia-paranoide-e-mais-tipos-sintomas-tem-cura/

Texto: Jornalista Wilson Souza e sites da fonte
Foto: Jornalista Wilson Souza
Formatação e publicação: Stanley Monteiro – Website

 

Esta notícia foi visualizada 65 vezes