DICA DE SAÚDE – O que fazer em caso de alergia à picada de inseto

Qualquer picada de inseto provoca uma pequena reação alérgica com vermelhidão, inchaço e coceira no local da picada, no entanto, algumas pessoas podem apresentar uma reação alérgica mais grave que pode causar inchaço de todo o membro afetado ou de outros locais do corpo.

Imagens meramente ilustrativas – Site da fonte

Na grande maioria dos casos, os sintomas podem ser aliviados passando uma pedrinha de gelo no local e usando uma pomada antialérgica, mas em algumas pessoas a reação alérgica pode ser tão grave que pode ser necessário fazer o tratamento com pomadas à base de corticóides ou até fazer injeção de epinefrina, se os sintomas colocarem a vida em risco, com RECEITUÁRIO MÉDICO.

Sinais de alergia à picada de inseto

Pessoas mais sensíveis à picada de insetos podem apresentar alguns sintomas de alergia, como:

  • Vermelhidão e inchaço do membro afetado;
  • Dor ou coceira intensa no local afetado;
  • Saída de um líquido fluido e transparente pelo local da picada.

É considerado alergia à picada quando estes sintomas surgem após a picada de um inseto não peçonhento, como mosquito, formiga, abelha ou pulga, por exemplo.

Sinais de alerta para ir imediatamente ao hospital

Algumas pessoas podem ter uma reação alérgica exagerada, chamada choque anafilático, e nesses casos é muito importante ir imediatamente ao hospital se surgirem sinais como:

  • Queda rápida da pressão arterial;
  • Sensação de desmaio;
  • Tonturas ou confusão;
  • Inchaço do rosto e da boca;
  • Extrema dificuldade em respirar.

A dificuldade para respirar ocorre devido ao inchaço da garganta que impede a passagem do ar. Nestes casos, a reação é muito rápida e o indivíduo deve ser levado para o hospital o mais rápido possível, pois existe o risco de morte por asfixia.

No caso de picada por um animal peçonhento, como cobra ou aranha, por exemplo, é necessário chamar ajuda médica ir rapidamente para o hospital ou Serviço de Pronto Atendimento.

Porém, se a área ficar cada vez mais inchada, recomenda-se ir ao médico e, se possível, com o inseto que o picou, para que este seja identificado. Isto é importante, pois, se for o caso de uma picada de abelha, por exemplo, é preciso retirar o ferrão deixado por ela para que a ferida seja curada.

O diretor executivo da Astir informa os associados que de segunda as sextas-feiras, manhã e tarde, profissionais médicos estão a disposição dos associados no ambulatório. O médico especialista em dermatologia as segundas e quartas-feiras a partir das 07h00min horas e às quintas-feiras a partir das 13h30min horas. As consultas são agendadas, nesse caso marque sua consulta pelo telefones 3223 3686 ou 9 92385 6137. Caso você não possa comparecer a consulta solicitamos a gentileza de desmarcar.

Urgências e emergências o paciente deve ser socorrido para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) 24 horas, 7 dias por semana, com médico, equipe de enfermagem padrão, medicamentos para situação crítica (receitados pelo médico de plantão), Hospital Tiradentes, outro profissionais de saúde de sobreaviso, entre outros benefícios aos associados, finalizou Alan Mota.

Fontes: CB PM Alan Mota/ https://www.tuasaude.com/alergia-a-picada-de-inseto/
Texto: Jornalista Wilson Souza/ https://www.tuasaude.com/alergia-a-picada-de-inseto/
Imagens: Site da fonte
Formatação e publicação: Stanley Monteiro

Não considere quaisquer informações apresentadas nesta apresentação como aconselhamento médico ou diagnóstico. Você deve sempre consultar o médico que é o profissional de saúde qualificado e especializado, antes de seguir qualquer TIPO DE ACONSELHAMENTO OU SE AUTOMEDICAR baseado nessas dicas. A Astir, não se responsabiliza pelo conteúdo do texto da fonte. (Nota da assessoria de imprensa)

Esta notícia foi visualizada 13 vezes