SPA – Médica relata casos de gastroenterocolite bacteriana

A médica, Karine Araldi, relata história de patologias apresentadas de alguns pacientes, os quais receberam de pronto o atendimento necessário e cuidados da equipe padrão de enfermagem e tendo como aporte para diagnósticos exames laboratoriais de emergência, medicamentos específicos para cada caso. “Seguimos o protocolo de emergência, dentro dos padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde, com vistas à rápida recuperação do paciente e seu retorno seguro, ao ambiente familiar ou de trabalho.

Médica Karine Araldi

GASTROENTEROCOLITE BACTERIANA o que é?

A diarréia é um desarranjo do intestino com aumento do número de evacuações e fezes amolecidas ou líquidas.

Causas:

Os germes causadores da diarréia costumam chegar ao ser humano através da boca, podendo estar na água ou alimentos contaminados. A maioria das diarréias é causada por vírus, bactérias ou parasitas. Os parasitas são comuns em locais com condições precárias de higiene sanitária.

Complicações da diarréia:

– desidratação;

– diarréias de repetição, desnutrição crônica, retardo do desenvolvimento do peso e estatura;

– retardo do desenvolvimento intelectual;

– morte.

A MÉDICA ALERTA: NÃO TOME MEDICAMENTOS INDICADOS POR TERCEIROS, SOBRAS DE MEDICAMENTOS, COMO TAMBÉM NÃO FAÇA USO DA AUTOMEDICAÇÃO, VOCÊ PODERÁ CORRER SERIOS RISCOS PARA SUA SAÚDE.

Tratamento:

– iniciar a ingestão do soro caseiro* o mais breve possível;

– aumento da ingestão de líquidos como soros, sopas, sucos;

– ingerir de 50 a 100 ml de líquido após cada evacuação diarréica;

– manter a alimentação habitual, principalmente o leite materno, corrigindo erros alimentares e seguindo as orientações médicas;

– observar os sinais de desidratação.

Procurar ajuda médica URGENTE

Sinais da desidratação:

– olhos fundos;

– ausência de lágrimas quando a criança chora;

– boca e língua secas;

– ter muita sede e beber água ou outro líquido muito rápido;

– diminuição da quantidade de urina;

– afundamento da moleira.

Se apresentar dois ou mais sintomas, pode ser desidratação. É necessário procurar a unidade de saúde mais próxima imediatamente para atendimento médico.

Prevenção:

– amamentar o recém-nascido no mínimo até os seis meses de vida;

– beber somente água tratada, filtrada ou fervida;

– beber bastantes líquidos, principalmente nos dias mais quentes;

– observar se os encanamentos da residência não estão furados;

– manter os depósitos de água sempre fechados e fazer limpeza regularmente;

– não tomar banho em rio, açude ou piscina contaminada;

– manter a higiene da casa, pessoal e dos utensílios de mesa e fogão;

– lavar as mãos com água e sabão antes de preparar os alimentos, antes de amamentar, após a troca de fraldas de crianças ou após usar o banheiro;

– proteger os alimentos de moscas, baratas e ratos;

– lavar cuidadosamente as verduras e frutas.

*Como preparar o soro caseiro:

Misture em um litro de água mineral, de água filtrada ou de água fervida (mas já fria) uma colher pequena (tipo cafezinho), de sal e uma colher grande (tipo sopa), de açúcar. Misture bem e ofereça o dia inteiro ao doente em pequenas colheradas.

O diretor executivo da Astir, SGT PM Alan Mota fala da importância do paciente em não se automedicar, de acordo com as orientações médicas e o Ministério da Saúde. “Os protocolos medicamentosos só poderão ser realizados pelo profissional médico, pois em alguns casos a patologia tende a complicar o que pode levar o paciente a piora geral do quadro ou até mesmo colocar sua saúde, em geral, a todo tipo de risco, finalizou Alan.

Fontes/ Médica Karine Araldi/ SGT PM Alan Mota/ http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/214_diarreia.html

Texto: Jornalista Wilson Souza/ http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/214_diarreia.html
Foto: Jornalista Wilson Souza

ODONTOLOGIA ASTIR – Cirugiã-dentista da Astir clinica geral fala de suas áreas de atuação

A cirurgiã-dentista da Astir, Vanessa Mello, clinica geral fala da sua área de atuação.

Vanessa Mello – Cirugiã-dentista clinica geral

De acordo com a profissional dentista, o clinico geral realiza os seguintes tratamentos:

Restaurações – A restauração é uma forma de fazer com que o dente afetado pela cárie volte à sua forma e sua função normal. O dentista remove a parte do dente que esta deteriorada, limpa a área atingida e preenche a cavidade com material de restauração, que podem ser ouro, porcelana, resina composta (restauração da cor do dente) e amálgama (uma liga de mercúrio, prata, cobre, estanho e algumas vezes zinco).

Aplicação de Flúor – Processo recomendado para crianças. A aplicação de flúor é uma técnica simples com a aplicação da substância com um pincel próprio e não há risco nenhum de a criança engoli-la. Com a erupção do primeiro dente, já se deve iniciar esse cuidado, pois o flúor ajuda no amadurecimento dental. A aplicação de flúor deve ser repetida a cada seis meses, até os 3 anos de idade.

Endodontia – Especialidade odontológica popularmente conhecida como Tratamento de Canal, responsável pela prevenção e tratamento das doenças da polpa do dente. A endodontia também atua no tratamento clinicoterápico dos casos de necrose pulpar e suas possíveis conseqüências, como abscessos, cistos de pequeno e médio porte, dentre outros. O tratamento de canal consiste na remoção da polpa dental, uma estrutura viva que contém, entre outros elementos, nervos e vasos sanguíneos.

Bruxismo – É um ranger ou um forte apertar dos dentes. O bruxismo pode fazer os dentes ficarem doloridos ou soltos, e, às vezes, partes dos dentes são literalmente desgastados. O bruxismo pode acarretar na destruição do osso circunvizinho e do tecido da gengiva, além de levar a problemas que envolvam a articulação da mandíbula, como síndrome da articulação temporomandibular (ATM).

Cirurgia Oral Menor – Especialidade odontológica responsável pelo tratamento de problemas relacionados aos dentes e ossos da região da face. Tratam desde a remoção de dentes inclusos (como o siso), até a realização de enxertos ósseos e posterior colocação de implantes, além de intervenções em alterações patológicas (como tumores), malformações estruturais e traumas dos ossos da face.

Selante – Aplicação é feita para agir como uma barreira, uma película protetora que, facilitando a limpeza dos restos alimentares e o controle da placa bacteriana, reduz o risco de essas superfícies ficarem cariadas. Os dentes posteriores, os quais usamos para triturar os alimentos, contêm fissuras e fóssulas onde os restos alimentares e a placa bacteriana ficam retidos e se acumulam – onde as cerdas das escovas não conseguem limpar

Dessa forma, o selante protege o dente e diminui o risco de cárie. Recomendados para todas as crianças, e também jovens e adultos que apresentem riscos de cáries. O procedimento leva cerca de poucos minutos para um dente ser selado.

Estética – A estética dental está entre os tratamentos mais feitos para melhorar a aparência, um sorriso saudável e perfeito é o ponto inicial para se melhorar a auto-estima de uma pessoa que busca melhorar sua aparência, com o grande avanço tecnológico no ramo da estética em geral existem vários tratamentos para se ter aquele sorriso perfeito que tantos desejam.

Periodontia – É a especialidade odontológica responsável pela prevenção e tratamento das doenças que acometem os tecidos de sustentação e proteção dos dentes (tratamento da gengiva e do osso).

O que é doença periodontal? É uma infecção causada por bactérias que afeta os tecidos que rodeiam os dentes e caracteriza-se pela formação de um espaço indesejável entre a gengiva e o dente, chamado de bolsa periodontal, a qual favorece o acúmulo de resíduos alimentares e bactérias.

A doença periodontal é a principal causadora da perda de dentes em adultos. A sua prevenção pode ser feita unicamente removendo a placa bacteriana através de limpeza bucal doméstica com fio dental e escova, incluindo limpezas periódicas feitas pelo dentista.

O sinal mais característico é o sangramento, mas devemos estar atentos também para alterações na posição dos dentes, mobilidade, retrações gengivais, retenções de alimento, inchaço etc.

Como é o tratamento? É feito com a remoção da placa bacteriana aderida através de raspagem e alisamento das raízes dos dentes. Quando os instrumentos de raspagem não atingem toda área da raiz comprometida, as cirurgias são indicadas para facilitar o acesso.

A doença periodontal pode deixar como seqüelas alterações estético como deslocamento na posição do dente, retração gengival com conseqüente aumento no comprimento do dente, que através de procedimentos cirúrgicos e protéticos podem minimizar esses defeitos.

O SGT PM RR Debrando, gestor do complexo odontológico da Astir diz que os profissionais dentistas atendem de segundas às sextas-feiras, manhã e tarde; Em caso de urgência e emergência o paciente deverá ser encaminhado ao Serviço de Pronto Atendimento, onde receberá o socorro médico e a enfermeira chefe irá contatar o cirurgião-dentista de sobre aviso, disse Debrando.

Fontes: Vanessa Mello/ SGT PM RR Debrando/ https://www.odontocompany.com/tratamentos/clinico-geral./ https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/educacao/estetica-dental/47610/  https://www.odontocompany.com/tratamentos/periodontia

Texto: Sites da fonte/ Jornalista Wilson Souza

Constipação intestinal – Médica pediatra da Astir orienta

A médica pediatra da Astir, Kátia Bastos, com mais de 30 anos de experiência em pediatria, orienta os pais como evitar a constipação intestinal das crianças.

Médica especialista em pediatria Kátia Bastos

Ela comenta que há alguns anos muitos pequenos pacientes apresentam essa patologia, a qual facilmente pode ser evitada.

“Atualmente a alimentação tem sido o maior inimigo do funcionamento do intestino, pois as comidas de fast food, lanches, refrigerantes em excesso, pipoca com variedades de com muita gordura (animal ou vegetal), a não ingestão de fibras, frutas com casca, como maçã e outras, alimentação regular com frutas, verduras e legumes frescos, entre outros, tem contribuído e muito para que haja constipação intestinal” disse Kátia.

A médica diz que o Ministério da Saúde define constipação intestinal como sendo:

A constipação intestinal ou prisão de ventre é uma doença provocada principalmente pelo consumo insuficiente de fibras, porém, outros aspectos também são importantes para manter um bom funcionamento intestinal, evitando essa e outras doenças de origem gastrointestinal.

O bom funcionamento intestinal depende de três elementos inseparáveis. São eles: a ingestão de água, o consumo de fibras e a prática de atividade física. A regularidade da atividade intestinal só é adequada quando estes três fatores são atendidos. As fibras auxiliam na formação do bolo fecal e, em parceria com a quantidade de água ingerida e a atividade física, são responsáveis por estimular a atividade muscular intestinal.

A forte tendência de consumo de alimentos industrializados pode agravar ou prejudicar o consumo diário de fibras. Os alimentos industrializados são, em sua grande maioria, processados. O processamento acaba retirando alguns nutrientes do alimento, sendo as fibras, um deles. Observe a rotulagem nutricional que especifica a quantidade de fibras disponível nos alimentos selecionados para o seu consumo.

As frutas, os legumes e as verduras (por exemplo, mamão, tamarindo, laranja, ameixa, manga, folhas em geral) são alimentos in natura e ótimas fontes de fibras e micronutrientes, além de ter baixa densidade energética. Os cereais integrais como arroz integral, pão integral, centeio, aveia, sementes de linhaça, farelo de aveia e trigo, dentre outros, também são ótimas alternativas para aumentar a quantidade de fibras ingeridas.

O diretor executivo da Astir, AL SGT PM Alan Mota fala que o ambulatório na sede Porto Velho disponibiliza médicos especialistas em pediatria, de acordo com o que está publicado no site oficial da Astir (www.astir.org.br) no link PROFISSIONAIS DE SAÚDE. Em caso de urgência e emergência a criança deve ser encaminha para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) que funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana, com médico, equipe de enfermagem padrão, outros profissionais de saúde de sobreaviso, raios-x, laboratório de análises clínicas, entre outros, concluiu Alan Mota.

Fontes: Médica Kátia Bastos/ AL SGT PM Alan Mota/ http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/149constipacao.html
Texto: Jornalista Wilson Souza/ http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/149constipacao.html
Formatação e publicação: Stanley Monteiro

Clinica geral – Médica da Astir descreve exames de rotina realizados

De acordo com a médica, Rivani Neves, os associados atendidos em clinica geral no ambulatório buscam realizar exames de rotina (check-up).

Médica Rivani Neves

Os exames de rotina são:

Sangue (hemograma completo, lipidograma, TGO, TGP, uréia, creatinina, hormonais, PCA, PCR, PSA prostático, entre outros.

Outros exames: Clínico, para verificar o estado físico e geral do paciente, parasitológico de fezes, urina, entre outros que o médico entender serem necessários.

Alguns pacientes apresentam patologias diversas como:

Cistite – A cistite o termo para descrever uma inflamação na bexiga. Muitas vezes a cistite confundida com uma infecção urinária, no entanto ela não é sinônima de infecção urinária.

Asma – Asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas. O pulmão do asmático é diferente de um pulmão saudável, como se os brônquios dele fossem mais sensíveis e inflamados – reagindo ao menor sinal de irritação.

Alergia em geral – Alergia ou reação de hipersensibilidade é uma resposta exagerada do sistema imunológico após a exposição a uma série de agentes, em indivíduos predispostos geneticamente.

Medicamentos inibidores do apetite – O tratamento da obesidade pode ser um tratamento tão complexo que os resultados não são os pensados no tempo esperado. Isso pode levar muitas pessoas a pensar em consumir anorexígenos. Por isso, é importante que, se essa idéia passa pela sua cabeça conheça seus efeitos colaterais e contra-indicações.

Os anorexígenos ou inibidores de apetite são os medicamentos mais populares para o tratamento da obesidade. Dentro dos anorexígenos existem diferentes anfetaminas, tais como a Dexfenfluramina, sibutramina  e Difenidramina, mas estes podem causar muitas complicações de saúde; a tal ponto que em muitos países o seu consumo está proibido ou estritamente controlado.

Os riscos do consumo de anorexígenos são muitos. Você pode, talvez, perder peso rapidamente, mas terá que colocar na balança o que prefere: perder peso saudável e lentamente, ou rapidamente em detrimento da sua saúde.

Complicações Do Uso De Inibidores De Apetite

  • Risco de lesões vasculares cardíacas.
  • Hipertensão pulmonar.
  • Doença cardíaca valvular ou insuficiência cardíaca.
  • Insônia.
  • Dependência, o que pode levar ao abuso.
  • Depressão.
  • Anorexia nervosa.

Efeitos Colaterais

  • Sistema cardiovascular:palpitações, taquicardia, hipertensão, arritmias.
  • Sistema gastrointestinal: boca seca, náuseas, vômitos, dores abdominais, diarréia e constipação.
  • Sistema nervoso central: excitação, insônia, ansiedade, depressão, tremores, dores de cabeça, surtos psicóticos, convulsões.

Como você pode ver, as complicações são muitas e graves. Inclusive, em muitos casos, os pacientes que tomam estes medicamentos não têm sintomas específicos ou os atribuem a outras causas, como nervosismo ou estresse.

Além de conhecer as complicações dos anorexígenos, é importante conhecer a interação que este medicamento ocasiona com outros fármacos, então cuidado, não tome sem receituário médico, dia a médica.

CB PM Alan Mota – diretor executivo da Astir

O diretor executivo da Astir, CB PM Alan Mota informa que profissionais médicos clínicos geral atendem de segunda às sextas-feiras no ambulatório, manhã e tarde. “Em caso de emergência o paciente deverá ser encaminhado para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) que permanece de plantão 24 horas, 7 dias por semana, com médico, equipe de enfermagem padrão entre outros profissionais com aparelhos e equipamentos de suporte de ultima geração, completou Alan. “Nós fazemos de tudo para bem atender nossos associados”, disse.

Fontes: Médica Rivani Neves/ CB PM Alan Mota/  http://www.minhavida.com.br/saude/temas/cistite / http://www.minhavida.com.br/saude/temas/asma/

http://www.minhavida.com.br/saude/temas/alergia/ https://www.saudedicas.com.br/emagrecer/remedio/riscos-do-consumo-de-anorexigenos-0635947

Texto: Jornalista Wilson Souza e sites da fonte
Fotos: Jornalista Wilson Souza
Formatação e publicação Stanley Monteiro – Website 

Alta Tecnologia – Astir investe em equipamentos cardioversor para o Hospital Tiradentes e SPA

Segundo a gerente de enfermagem da Astir, a associação adquiriu e já está em funcionamento 2 equipamentos cardioversor de alta tecnologia, (O cardioversor é um equipamento extremamente necessário aos ambientes hospitalares. Esse dispositivo é capaz de salvar vidas e sua efetividade é muito elevada. Diferentes pesquisas apontam que, em 85% dos casos, o cardioversor consegue reverter o quadro médico de determinado paciente, evitando que ele venha a óbito ou sofra um dano ainda mais grave).

Imagem do fabricante

Esse equipamento pode ser utilizado quando o paciente em questão apresenta um batimento cardíaco irregular ou acelerado. Na medicina, essa anormalidade é conhecida como arritmia.

O técnico, seja ele um médico ou um profissional especializado, coloca, normalmente, alguns adesivos ou pás no tórax do paciente. Logo depois, ele é sedado e o aparelho posicionado em seu peito.

Para finalizar, o equipamento libera uma corrente elétrica no paciente, fazendo com que seu batimento volte ao normal, impedindo qualquer outro problema de saúde causado por essa arritmia.

O fabricante explica os dados técnicos (de interesse dos profissionais de saúde):

  • Desfibrilador Bifásico
    • Módulo Desfibrilador Externo Automático (DEA)
    • Modo Prevenção de Morte Súbita (PMS)
    • ECG (Eletrocardiograma) até 12 derivações
    • Oximetria (SpO2)
    • Marcapasso Não Invasivo
    • Pressão Não Invasiva (PANI)
    • Capnografia (EtCO2)
    • Impressora
    • Bateria removível

Com a nova tecnologia CTR – Checagem em Tempo Real, o CardioMax realiza auto-diagnóstico e informa, antecipadamente, se existe qualquer ação de manutenção a ser realizada, garantindo que estará sempre disponível para uso imediato.

Carinho de emergência e leito de observação

A enfermeira chefe de plantão fala que tanto o Serviço de Pronto atendimento como o Hospital Tiradentes estão bem equipados e com pessoal treinado e capacitado para exercer suas funções.

Fachada do Serviço de Pronto Atendimento – S.P.A/ porta central com duas aberturas

“O Serviço de Pronto Atendimento (SPA) trabalha 24 horas, 7 dias por semana, com médico, equipe de enfermagem padrão, Hospital Tiradentes, Raios-x, laboratório de análises clinicas, ambulância, carro de apoio, outros profissionais de sobreaviso entre outros pertinentes ao serviço de pronto atendimento.

Texto e fotos: Jornalista Wilson Souza
Imagem 1: Fabricante do cardioversor
Fontes: Gerente de enfermagem Astir/ Cardiomax/
Formatação e publicação: Stanley Monteiro

Endodontia – Cirugiã-dentista especialista da Astir esclarece o que é

A cirurgiã-dentista da Astir, Kelly Collins, especialista em endodontia esclarece sua área de atuação, ou seja, sua especialidade.

Kelly Collins cirurgiã-dentista especialista em endodontia

Endodontia

fazer uma consulta de rotina. Mas quando se fala em tratamento de canal, esse medo se intensifica. A melhor forma de desmistificar essa técnica, que também pode ser chamada de endodontia é aprendendo mais sobre o assunto. “O tratamento de canal nada mais é do que o tratamento da parte interna (polpa ou nervo) do dente. Ele consiste na remoção do tecido pulpar e posterior vedação do canal”, explica a odontologista.

Parece complicado, mas não é! Esse tipo de tratamento é feito quando há algum tipo de lesão na polpa do dente, que normalmente causa dores. “Outra indicação comum da endodontia é quando acontece algum tipo de pancada no dente e conseqüente morte pulpar”, considera a especialista.

Portanto, se você for ao dentista e ele disser que você precisa fazer um tratamento de canal, não assuste! Para dar mais segurança, tire algumas dúvidas comuns antes do tratamento:

Não, nem toda dor de dente é tratada com endodontia, afinal existem outras causas para ela! “Às vezes a dor de dente pode ser devida à cárie profunda, à sensibilidade dentária pela exposição da raiz ou até mesmo às dores provenientes da gengiva que podem ser associadas a dores de dente”, explica.

Kelly Collins informa os anestésicos usados no Complexo Odontológico da Astir:

Articaína com epinefrina 4%

O produto é indicado para a anestesia local, por bloqueio de nervo ou por infiltração, em procedimentos periodontais simples e complexos. A duração do anestésico depende da dose aplicada e varia de paciente para paciente.  Esse anestesiante também é utilizado nas cirurgias bucomaxilofacial devido sua potencialização.

Mepivacaina

O uso de Cloridrato de Mepivacaína (substância ativa) é indicado para a anestesia local por bloqueio de nervo ou por infiltração, em pacientes nos quais o uso de vasoconstritor não é indicado e também para pequenos procedimentos odontológicos que não requerem anestesia pulpar de longa duração ou com grande profundidade.

Citocaína

A Citocaína 3% está indicada para anestesia de bloqueio nervoso regional em odontologia.

Anestesia de infiltração em odontologia, onde não há necessidade de isquemia profunda na área injetada.

Citanest

A prilocaína está indicada como anestésico local, por injeção por infiltração ou bloqueio do nervo, onde não existe a necessidade de isquemia profunda na área injetada. A felipressina é usada com função vasoconstritora, para diminuir a absorção da prilocaína, aumentando a duração de ação do produto.

Cloridrato De Prilocaína + Felipressina (substância ativa) não é recomendado para uso quando há necessidade de hemostasia, por causa do efeito predominante da felipressina sobre a circulação venosa em vez da arterial. A associação da prilocaína com a felipressina produz uma anestesia duradoura e com a vantagem de conter um vasoconstritor (felipressina) que, em doses normais, não tem o mesmo grau de efeito sobre o miocárdio, as artérias coronárias ou a rede vascular que os outros vasoconstritores.

Pode ser obtida anestesia pulpar com duração de 60 a 90 minutos e anestesia dos tecidos moles de 3 a 8 horas. As pessoas sensíveis à epinefrina, como o paciente com doença cardiovascular ASA III, podem receber prilocaína com felipressina com pequeno aumento do risco. A prilocaína é rapidamente biotransformada e, por esta razão, alguns a consideram o mais seguro de todos os anestésicos locais do tipo amida (isto é, de menor toxicidade).

Kelly cientifica que apenas o profissional dentista tem acesso a esses anestésicos, pois a escolha, a quantidade a ser usada para atingir o objetivo fim que é bloquear a dor nas enervações são de uso exclusivo dos cirurgiões-dentistas e se for o caso médico, “Tem outros anestésicos disponíveis, porém os mais utilizados são os acima descritos”, disse Kelly.

O SGT PM RR Debrando, gestor do complexo odontológico da Astir diz que garante a qualidade no atendimento odontológico da Astir Porto Velho e nos Pólos, com profissionais dentistas altamente gabaritados, como também, com técnicas de higiene bucal, treinadas e capacitadas e ainda matérias, instrumentais, medicamentos (anestesias e outros) adquiridos de fornecedores comprometidos com as propriedades exigidas pelo protocolo padrão da Astir, confirmou Debrando.

“Os profissionais dentistas atendem de segundas às sextas-feiras, manhã e tarde; Em caso de urgência e emergência o paciente deverá ser encaminhado ao Serviço de Pronto Atendimento, onde receberá o socorro médico e a enfermeira chefe irá contatar o cirurgião-dentista de sobre aviso”, disse Debrando.

O diretor executivo da Astir, SGT PM Alan Mota fala que o complexo odontológico da Astir está equipado com o que há de mais moderno em equipamentos e aparelhos, assim como, medicamentos, anestésicos e outros de uso restrito do profissional dentista, concluiu.

Texto: Jornalista Wilson Souza e fontes
Foto: Jornalista Wilson Souza
Fontes: Cirurgiã-dentista Kelly Collins/ SGT PM RR Debrando/ SGT PM Alan Mota https://www.minhavida.com.br/saude/materias/20632-endodontia-tire-suas-duvidas-sobre-o-tratamento-de-canal/ https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-mepivacaina/bula/ https://consultaremedios.com.br/citanest/bula

 

 

ORTOPEDIA – Médico ortopedista e traumatologista da Astir esclarece algumas patologias

O médico ortopedista, traumatologista e cirurgião ortopédico, Paulo Tabosa comenta algumas patologias apresentadas pela maioria dos pacientes que atende na Astir.

Ele explica que histórias de patologias como dores na coluna, hérnia de disco (Uma hérnia de disco (também chamado de deslocamento de disco ou ruptura do disco intervertebral) ocorre com mais freqüência na parte baixa ou lombar das costas, ou na região da nuca (cervical). É uma das causas mais comuns de dor lombar e também de dor na perna (dor ciática ou ciatalgia).

Artrose – A Artrose é uma doença na qual ocorre uma degeneração e frouxidão da articulação, o que causa sintomas como inchaço, dor e rigidez nas juntas e dificuldade para realizar movimentos.

Joelho – Meniscose (Esta doença típica dos idosos e adultos é caracterizada por uma erosão lenta da fibrocartilagem, mesmo na ausência de lesões diretas ou indiretas. Os sintomas da degeneração meniscal são dor nos últimos graus de flexão e durante a caminhada ou a corrida.

Lesão de ligamentos – Patologia que é atinge principalmente os joelhos, cruzado anterior é um dos quatro principais ligamentos do joelho e tem como função estabilizar o joelho evitando que a tíbia (osso da perna) se desloque adiante em relação ao fêmur (osso da coxa). Este ligamento é composto de dois feixes ou bandas que atuam em conjunto, porém têm funções distintas.

Ainda de acordo com o especialista o tratamento para cada patologia pode ser por medicamentos, fisioterapia ou se for necessário cirurgia, sendo que no ato da consulta se for necessário é solicitado exames de imagem como raios-x, ultrasonografia, ressonância magnética, eletroneutomiografia, entre outros.

“O paciente deve sempre procurar o médico para ser consultado devidamente, sugiro que não se devam tomar medicamentos, remédios caseiros e outros, sem receituário médico, pode ser perigoso para sua saúde ou retardar a cura da patologia (doença), disse Paulo.

O diretor executivo da Astir, CB PM Alan Mota fala que no ambulatório da Astir, anexo ao Serviço de Pronto Atendimento, os especialistas em ortopedia atendem conforme relação abaixo. “Em caso de urgência e emergência, o médico plantonista poderá encaminhar o paciente para hospital conveniado, de qualquer forma nosso associado não fa sem atendimento médico”, pontuou.

Texto e foto: Jornalista Wilson Souza – DRT 1705/RO – MTE
Fonte: Médico Paulo Tabosa/CB PM Alan Mota
Formatação e publicação: Stanley Monteiro
“OS MÉDICOS RECOMENDAM – NÃO SE AUTO MEDIQUE PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE”. 

EXAMES – Médica pediatra da Astir orienta os pais

A médica, Kátia Bastos, especialista em pediatria orienta os pais sobre exames de rotina que podem ser solicitados durante a consulta, para diagnosticar de algumas patologias, as quais através dos exames de fezes (EPF), urina (EAS) e hemograma completo podem ser identificadas e tratadas corretamente pela pediatra.

Médica especialista em pediatria – Kátia Bastos

De acordo com a pediatra o hemograma completo revela os valores de referência, geralmente, variam de acordo com o sexo e idade do paciente, no entanto, também é possível observar diferenças nos valores dependendo do laboratório onde foi feita a colheita.

O hemograma é utilizado para avaliar determinados aspectos sanguíneos como o número de glóbulos vermelhos, leucócitos e plaquetas, sendo uma boa forma para identificar a presença de infecções, excesso de ferro ou de anemia, por exemplo.

Para interpretar os resultados do hemograma completo, apenas o profissional médico poderá analisar, pois nem sempre existe uma alteração nos valores do exame significa que existe um problema de saúde.

Já o exame de fezes (EPF) pode ser requerido pela médica para avaliar as funções digestivas, quantidade de gordura nas fezes ou ovos de parasitas, sendo útil para saber como está a saúde do pequeno paciente. A pediatra de posse do resultado poderá receitar ou não os fármacos para combater verminose, ou seja, a decisão é da pediatra.

Com referência ao exame de urina (EAS), a médica explica que pode ser identificada infecção e também serve para diagnosticar problemas que afetam o sistema renal e urinário, existindo três tipos principais: o exame de urina tipo 1, o exame de urina de 24 horas e o exame de urocultura, que geralmente são realizados num laboratório de análises clínicas e nenhum deles necessita de jejum.

O exame de urina tipo 1 é o mais comum pois é um bom indicativo geral da saúde, mas existem outros parâmetros que também devem ser levados em consideração.

O exame de urina tipo 1, que também é chamado de exame de urina EAS – Elementos Anormais do Sedimento, serve para analisar o pH da urina e a presença de elementos na urina que podem ser indicativos de alguns problemas, como:

 

Nitritos Proteínas Urobilinogênio
Densidade da urina Cetonas ​Leucócitos
Glicose Bilirrubina Sangue

Além desses elementos, através da visualização da urina no microscópico é possível verificar a presença de cristais, fungos e bactérias, que podem indicar insuficiência renal, infecções, por exemplo.

Este exame de urina é feito através da coleta da primeira urina da manhã colocando num recipiente de plástico. A coleta pode ser feita em casa, mas o recipiente da urina deve ser levado ao laboratório em cerca de 30 a 60 minutos, conforme requisição da médica.

“A coloração da urina tem que ser amarelo claro, porém se a cor estiver alterada para amarelo forte ou até mesmo com tonalidade de guaraná, pode ser que a criança não esteja hidratada o aceitável; Nesse caso os pais devem oferecer no mínimo 1,2/ 1,5/2,0 litros de água por dia, com horários espaçados, dependendo da idade da criança”.

Na dúvida leve seu filho para consultar com a pediatra, pois poderá evitar patologias futuras que podem ser diagnosticados com antecedência e assim mais fácil de serem tratados, disse Kátia Bastos.

A MÉDICA ALERTA: NÃO OFEREÇA MEDICAMENTOS, CHÁS CASEIROS E OUTROS SEM RECEITUÁRIO MÉDICO, POIS PODEM SER PERIGOSOS PARA SAÚDE DA CRIANÇA, PRINCIPALMENTE ANTIBIÓTICOS, ANTIINFLAMATÓRIOS, XAROPES, ANTIALÉRGICOS ESTIMULANTES DO APETITE, ANTIANEMICOS, ENTRE OUTROS. A AUTOMEDICAÇÃO EM ALGUNS CASOS PODE LEVAR ATÉ O ÓBITO POR ANAFILOXIA E/OU OUTRAS EMERGÊNCIAS MÉDICAS.

O diretor executivo da Astir, CB PM Alan Mota fala que a pediatra atende todas as segundas e quartas-feiras, das 08h00min às 11h00min no ambulatório por ordem de chegada. M caso de urgências e emergências leve seu filho ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA), que atende 24 horas, 7 dias por semana com médico, equipe de enfermagem padrão, entre outros profissionais de saúde de sobreaviso.

Fontes: Médica pediatra Kátia Bastos/ CB PM Alan Mota/ https://www.tuasaude.com/valores-de-referencia-do-hemograma/ / https://www.tuasaude.com/exame-de-urina/

Texto: Jornalista Wilson Souza/ Sites da fonte
Foto: Jornalista Wilson Sousa
Formatação e publicação: Stanley Monteiro