Patologias diversas tratadas pelo médico clinico geral da Astir

De acordo com o médico clinico geral, especialista em geriatria e medicina do esporte, Artur Jorge, a maioria dos pacientes apresenta patologias (doenças) diversas.

Médico Dr. Artur Jorge

Ele explica que na maioria dos casos que atende como clinico geral na Astir, os pacientes apresentam histórias de hipertensão arterial severa (pressão alta), diabetes, dores na coluna lombar (lombociatalgia), dores nas articulações ou problemas ortopédicos, cólicas menstrual, renal, hepática, intestinal, infecção urinária, lesões de pele ou alterações na epiderme, check-up, exames de rotina como sangue, fezes, urina, PSA (exame que ajuda na identificação de problemas na próstata), cefaléia (dores de cabeça), entre outros.

Ainda de acordo com Artur Jorge, as pessoas com 40 anos ou mais devem fazer o check-up, pelo menos anualmente, isso se aplica muito ao homem na prevenção do câncer de próstata e outras doenças que podem surgir nessa faixa etária.

O médico alerta os pacientes para não tomarem medicamentos por conta própria, sobras de medicamentos, remédios caseiros, adquirirem medicamentos sem receita médica ou sem orientação do farmacêutico (profissional habilitado pelo Conselho Regional de Farmácia identificado facilmente pelo crachá do CRF), pois em muitos casos a doença fica resistente a uma série de medicamentos e o que é pior podem causar danos irreversíveis, por vezes, ao enfermo. Na dúvida sempre consulte o médico, esse profissional saberá qual o melhor remédio.

Os exames que o profissional médico receitar devem ser realizados e mostrados ao médico solicitante, porque é um aporte importante para o diagnóstico e a receita do (dos) medicamentos corretos. “O paciente poderá ser encaminhado a um especialista dependendo do quadro que apresentar

CB PM Alan Mota – diretor executivo da Astir

O diretor executivo da Astir, CB PM Alan Mota, fala que é importante os associados sempre procurarem orientação médica, e nesse sentido a Astir tem focado na contratação de novas especialidades médicas, aquisição de modernos equipamentos para o laboratório de análises clinicas, mamógrafo (exame da mama), ultrassonografia, Serviço de Pronto Atendimento 24 horas (S.P.A) com aparelhos e equipamentos com tecnologia de ponta, treinamento de urgência e emergência ininterrupto do corpo de enfermagem, entre outros.

Fontes: Dr. Artur Jorge/ CB PM Alan Mota/ sites da internet
Texto: Jornalista Wilson Souza e sites da internet
Fotos: Jornalista Wilson Souza
Formatação e publicação: Stanley Monteiro

NUTRIÇÃO – Astir mantém profissional especialista no refeitório

O executivo da Astir, CB PM Alan Mota informa que a Astir mantém profissional especializada em nutrição (nutricionista), no refeitório para assegurar a qualidade da alimentação fornecida aos pacientes, colaboradores e plantonistas.

Nilvana Vieira, nutricionista, é responsável pelo recebimento dos alimentos entregues pelos fornecedores, os quais são inspecionados minuciosamente, para atestar prazo de validade correto e a qualidade, os quais devem obedecer às normas técnicas estabelecidas. Em média são produzidas 70 refeições dia, disse Alan.

Nutricionista Nilvana Vieira – responsável pelo refeitório da Astir

Ela explica que a área de cocção (cozimento e preparação das refeições), segue um rígido controle de qualidade. Para os pacientes internados os cardápios são preparados de acordo com receituário médico e os mesmos recebem 6 refeições diárias como desjejum, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar, ceia da noite, ou seja, a cada 3 horas é oferecido ao associado acamado as refeições acima citadas.

“Quando há necessidade (por prescrição médica) de alimentação enteral (Dieta enteral é uma maneira de proporcionar ao seu organismo a nutrição que ele necessita. Trata-se de uma forma líquida de nutrição que é administrada por meio de um tubo flexível (sonda). Os nutrientes são similares aos que você obteria pelo consumo de alimentos, e também são digeridos da mesma maneira) executamos a elaboração dos nutrimentos prescritos. Os cardápios são semanais, salvo contra ordem médica, disse Nilvana.

De acordo com a nutricionista, é avaliado com rigor, o uso de equipamentos de proteção individual (EPI’S), preceituados pela técnica em segurança do trabalho, Ana Paula Alves, o que inclui os devidos cuidados com botijas de gás, eletricidade, máquinas e equipamentos utilizados pelos colaboradores do setor, evitando assim possíveis acidentes.

A técnica do trabalho fala que seu trabalho é conferir o uso correto dos EPI’s e a segurança em si do refeitório, tanto para os colaboradores do setor, como para os comensais.

O diretor executivo da Astir, CB PM Alan Mota fala que a área de cocção no restaurante é mantida sob um controle efetivo de qualidade diariamente. “As refeições produzidas são efetivamente inspecionadas pela nutricionista, finalizou.

Texto e fotos: Jornalista Wilson Souza
Fontes: CB PM Alan Mota/ Nutricionista Nilvana Vieira/Técnica do trabalho Ana Paula Alves
Formatação e publicação: Stanley Monteiro – WEBSITE

Psicologia – Psicóloga da Astir orienta sobre os benefícios da Psicologia

Psicologia é a ciência que estuda o comportamento humano, diz psicóloga, Patrícia Honorato.

Psicologia é a ciência que busca entender o comportamento humano e o funcionamento mental. É o estudo do ser humano através de análise de suas emoções, idéias e sensações. Previne, diagnostica e trata do sofrimento emocional, doenças mentais e distúrbios de personalidade.

Observa e analisa as atitudes, sentimentos e os mecanismos mentais do paciente e procura ajudá-lo a identificar as causas dos problemas e a rever comportamentos que não são adequados, afirma a psicóloga Patrícia Honorato.

Ainda de acordo com Patrícia, a saúde mental dos pacientes é essencial para o equilíbrio de bem-estar geral.

Sintomas como imagem negativa do próprio corpo, se sentido mal sem saber por que, alteração do humor (depressão e euforia numa linha sinuosa), dificuldades de relacionamento social, tristeza repentina, falta de motivação para o trabalho ou outras atividades, alteração do sono como insônia, acordando várias vezes durante o mesmo, entre outros.

Psiquismo

A palavra PSIQUISMO refere-se ao estudo dos fenômenos ou dos processos mentais conscientes ou inconscientes de um indivíduo ou de um grupo de indivíduos.
O vocábulo PSICO tem origem grega “psyché”, que significa alma, espírito, intelecto.
Aristóteles usou a palavra “psique” para indicar o princípio vital específico de cada reino, chamando de Phitos ao reino vegetal, Zoos ao reino animal e Antropos ao homem. Cada um tem suas propriedades específicas e inconfundíveis.

“É de extrema importância que os familiares, amigos ou colegas de trabalho ao perceberem alteração comportamental da pessoa, devem estimulá-lo a procurar o médico (clínico geral, ginecologista, psiquiatra, clínico de plantão no Serviço de Pronto Atendimento (S.P.A) que será encaminhado para o atendimento psicológico”, disse Patrícia.

A Astir tem a disposição dos associados, serviços de profissionais psicólogas especializadas (Psic. Patrícia Honorato e Psic. Erlani Siqueira) como atendimento individual adulto, adolescente, infantil, familiar, casal, entre outros.

Estes serviços especializados estão disponíveis de segunda a sexta-feira, das 07h30min às 12h30min e das 14 às 18 horas, sendo que nos finais de semana e feriados fica uma profissional de sobre aviso apenas para urgências e emergências e são acionadas pela enfermeira chefe do plantão.

O diretor executivo da Astir, CBPM Alan Mota, comenta que havendo necessidade dos associados ou dependentes se consultarem com as profissionais de psicologia, devem se consultar com médico clinico geral, psiquiatra e outros que farão o encaminhamento para a Psicologia. Após a consulta médica agende na recepção do ambulatório seu atendimento junto a essas profissionais, as quais estão habilitadas para atender qualquer associado, sendo criança, infantil e adulto.

CB PM Alan Mota – Diretor executivo da Astir

Alan informa os associados que especialistas em psicologia atendem manhã e tarde no ambulatório da capital. Marque sua consulta tendo em mãos o encaminhamento médico.

“Essa administração preocupada com a saúde mental mantém em seu quadro, psicólogas, médicos psiquiatras entre outros, para melhor servir os pacientes, sempre buscando progressos constantes para melhor atender os associados, esta tem sido nossa missão”, disse Alan.

Fontes: Psicóloga Patrícia Honorato/ Alan Mota/ Arquivo
Texto: Jornalista Wilson Souza
Legenda foto – CB PM Alan Mota – Foto Jornalista Wilson Souza
Imagem – Meramente ilustrativa (Google)
Formatação e publicação – Stanley Monteiro

 

Leite materno – Alimento essencial ao bebê diz médica pediatra da Astir

A médica pediatra da Astir, Kátia Bastos, fala que o leite materno é essencial pro bebê e é a única e saudável fonte de alimento até os 6 meses de idade. Porém, em casos que a mamãe possa amamentar seu filho após o primeiro semestre deve fazê-lo.

Médica Kátia Bastos – Pediatra

Ela explica que logo após o nascimento da criança a mamãe segrega um liquido pelas mamas que é de suma importância para o recém-nascido, que é o colostro.

O COLOSTRO (APÓS O PARTO)

  • É a primeira e a melhor vacina que se conhece.
  • Tem um aspeto cremoso/viscoso e é de fácil digestão.
  • Tem uma função protetora do tubo digestivo do bebê.
  • Tem um efeito laxante que vai ajudar o bebê a expulsar o mecônio e a limpar do tubo digestivo.
  • Diminui o risco de icterícia no bebê (doença caracterizada pela pele amarelada).

O colostro é o primeiro leite materno produzido após o parto. É um líquido com uma consistência espessa e cor amarela ou transparente e, apesar de ser produzido em pequena quantidade, tem na sua constituição todos os nutrientes necessários para alimentar adequadamente o recém-nascido, ale disso reúne uma grande quantidade de proteínas e de agentes de defesa contra infecções como imunoglobulinas A, lactoferrina, células brancas (leucócitos), citoquinas, entre outros, facilitando, também, a digestão do bebê (cujo sistema está ainda em maturação após o nascimento) e a eliminação intestinal do bebê.

O LEITE DE TRANSIÇÃO (4-5 DIAS APÓS O PARTO)

Por volta do 4-5 dias após o parto, o colostro transforma-se no leite de transição com uma composição intermédia entre o colostro e o leite maduro.

De cor acinzentada, tem um aspeto aguado. A sua constituição química muda ao longo da mamada: no início tem vários nutrientes e no final possui maior teor de gordura vital para o bebê. A cor acinzentada e o aspeto aguado constituem um fator de preocupação para a maioria das mães mal informadas, porque pensam erradamente que o seu leite não é suficientemente bom para o bebê, acabando por desistir de amamentar.

O LEITE MADURO (15 DIAS APÓS O PARTO)

Cerca de 15 dias após o parto, o leite de transição evolui para o leite maduro, produzido em maior quantidade (uma vez que o bebê continua a crescer e a ganhar peso de forma acentuada). O aspecto muda, tornando-se mais denso e branco, e a composição química altera-se de acordo com as necessidades do bebê, o que torna o leite único.

Ao acompanhar o desenvolvimento do bebê, o médico pediatra fará as orientações necessárias à mamãe e se for o caso poderá receitar algum complemento vitamínico para genitora, mas ALERTA: Complexos vitamínicos aliados a uma alimentação rica e saudável se transformarão em rica fonte de alimento para o bebê, através do leite materno, contudo EVITE tomar qualquer medicamento sem receituário médico, o que pode causar erros de dosagem e até a indicação incorreta do medicamento, caso seja indispensável o pediatra poderá receitar também para o bebê. Assim sendo, consulte seu médico ginecologista ou o pediatra, disse a Doutora Kátia.

A Astir disponibiliza médicos pediatras e ginecologistas diariamente no ambulatório e no Serviço de Pronto Atendimento (S.P.A), 24 horas, 7 dias por semana, disse o diretor executivo CB PM Alan Mota.

Fontes: Dra. Kátia Bastos (pediatra)/CB PM Alan Mota/ https://www.maemequer.pt/a-vida-com-o-seu-bebe/pos-parto/puerperio/colostro-o-primeiro-leite-materno/

Texto: Jornalista Wilson Souza/ www.maemequer.pt/a-vida-com-o-seu-bebe/pos-parto/puerperio/colostro-o-primeiro-leite-materno/
Fotos: Jornalista Wilson Souza
Matéria reeditada.

 

 

Parte 2 – Laboratório de análises clínicas trabalha 24 horas, 7 dias por semana com modernos equipamentos e aparelhos na Astir

O laboratório de análises clínicas trabalha 24 horas 7 dias por semana, com modernos equipamentos e aparelhos no co,plexo predial da Astir diz o responsável técnico e gerente geral o Biomédico Ivan Moiseiev.

GARANTIA DE QUALIDADE

Muito embora tenhamos a certificação de qualidade do PNCQ (Programa Nacional de Controle de Qualidade, como responsável técnico garanto a qualidade dos exames, ou seja, os resultados apresentados aos pacientes e conseqüentemente aos médicos, eu garanto a máxima propriedade, disse o Biomédico Ivan Moiseiev – Responsável técnico do laboratório.

Parte 2

Equipamento Cobas modelo c 111 Roche

A parte 2 envolve a demonstração de um equipamento do fabricante Roche, como segue:

Sistema cobas® c 111 grande no desempenho.

Sistema cobas® c 111 O sistema compacto para testes essenciais.

Visão geral

  • Solução compacta para bioquímica, eletrólitos e imunoensaios homogêneos, em laboratórios com rotina de 10 – 50 amostras por dia. • Testes de fotometria e eletrólitos com até 100 resultados por hora. • Amplo menu de testes, incluindo HbA1c em sangue total. • Mais de 4000 instalações no mundo. • Baixo consumo de água, até 3 litros por dia.

Intuitivo, conveniente e confiável • Software amigável e intuitivo para diferentes níveis de acesso. • Opções de conectividade para gerenciamento de dados e amostras. • Leitor de código de barras para amostras, reagentes e aplicações. • Alta qualidade de serviço e suporte. Em média é necessária apenas uma visita apenas por ano.

Substratos Ferro Lactato Fósforo Colesterol HDL Colesterol Bilirubina direta Bilirubina total Cálcio Glicose Magnésio Proteína total Triglicerídeos Albumina BCG Creatinina Uréia Ácido úrico Proteínas PCR Dímero-D HbA1c (hemolisado) HbA1c (sangue total) Microalbumina Enzimas Creatinina Kinase (CK) CK-MB Amilase – pancreática Amilase – total Lipase Fosfatase Alcalina ALT AST GGT Lactato Desidrogenase ISE Cloreto Potássio Sódio.

Biomédico Ivan Moiseiev – Responsável técnico do laboratório

De acordo com Ivan, este equipamento é o mais moderno da categoria COBAS, disponível no mercado mundial; “A quantidade e variedade de exames (mais de 50 tipos de urina e sangue) realizados são extraordinários e os resultados totalmente confiáveis, pois se trata de um equipamento sofisticado, eletrônico e os resultados são computadorizados, por essas e outras razões a probabilidade de erro na leitura dos exames é 0.0”, afinal existem pouco mais de 4.000 desses no mundo, afirmou Ivan.

Fontes: Ivan Moiseiev – Biomédico e responsável técnico pelo laboratório da Clínica Mais Saúde/  http://medica-ne.com.br/archives/Sorologia-Folder-cobas–c111site.pdf

Texto: Jornalista Wilson Souza/ http://medica-ne.com.br/archives/Sorologia-Folder-cobas–c111site.pdf

Informações e especificações técnicas do equipamento: http://medica-ne.com.br/archives/Sorologia-Folder-cobas–c111site.pdf
Foto: Jornalista Wilson Souza

Clinica Médica – Médico da Astir relata patologias apresentadas em consultório

O médico, Elson Baroni relata algumas patologias apresentadas por alguns pacientes em seu consultório na Astir.

Médico Elson Baroni

Ele explica que a clinica médico (clinico geral), é o profissional responsável por servir à comunidade, auxiliar na prevenção e cura de doenças. Um Clínico Geral tem um conhecimento aprofundado dos órgãos, sistemas e aparelhos do corpo humano, faz diagnóstico, pede exames, prescreve medicamentos e realiza cirurgias, caso necessário, na falta do especialista.

Patologias

Gastrite: É a inflamação, infecção ou erosão do revestimento do estômago. Ela pode durar por pouco tempo, na chamada gastrite aguda, ou pode durar meses e até mesmo anos (gastrite crônica).

Causas

A causa mais provável da gastrite é a fraqueza da barreira mucosa que protege a parede estomacal, permitindo que os sucos digestivos produzidos pelo estômago causem danos ao tecido que reveste o órgão.

Essa fraqueza pode ser causada pela bactéria Helicobacter pylori, que vive justamente no revestimento do estômago e que, se não for tratada, pode levar ao surgimento de úlceras e até mesmo ao câncer de estômago. Outras bactérias e vírus também podem causar infecções que levam à gastrite. Especialistas apontam também o refluxo da bile para dentro do estômago como uma causa para a gastrite.

Fatores de risco

Alguns fatores considerados de risco podem aumentar as chances de uma pessoa desenvolver gastrite:

  • Analgésicos: o uso excessivo desses medicamentos prejudica a produção de uma substância que ajuda na proteção do revestimento do estômago
  • Idade: quanto mais velha a pessoa for, mais chances de desenvolver gastrite ela tem, pois o revestimento do estômago tende a ficar mais flácido conforme os anos vão passando. Além disso, adultos mais velhos também têm mais chances de serem infectados por bactérias e vírus ou de desenvolver doenças autoimunes que causam danos à parede estomacal
  • Alcoolismo: o consumo exacerbado de bebidas alcoólicas irrita o revestimento estomacal, o que eleva os danos causados pelos sucos gástricos produzidos pelo estômago para a digestão
  • Estresse: momentos de estresse também elevam os danos causados à parede do estômago
  • Doenças auto-imunes: quando as células de defesa atacam as células do próprio corpo, em vez de atacar e combater o organismo invasor, nós chamamos de uma doença autoi-mune. No caso da gastrite, os anticorpos atacam as células que compõem o revestimento do estômago. Geralmente, esse é um problema que acomete pessoas já com distúrbios auto-imunes
  • HIV / Aids: pessoas infectadas com o vírus do HIV, causador da Aids, apresentam falhas no sistema imunológico e estão mais sujeitas à ação de bactérias e outros vírus. Pacientes diagnosticados com a doença de Chrone com infecções provocadas por parasitas também estão mais sujeitos a desenvolver gastrite
  • Uso de drogas: fazer uso de algumas drogas, também pode causar gastrite.

Sintomas de Gastrite

Gastrite às vezes pode passar despercebida, mas também pode manifestar alguns sinais. Conheça os principais sintomas de gastrite:

  • Indigestão
  • Queimação e azia
  • Náuseas
  • Vômitos
  • Perda de apetite
  • Dores abdominais.

Em caso de sangramento da parede do estômago:

  • Fezes escuras
  • Vômito de sangue ou material semelhante à borra do café.

Colelitíase

Também chamada de cálculo biliar, e colelitíase pelos médicos, a pedra na vesícula afeta cerca de 20% da população mundial, e ocorre em um órgão pequeno chamado de vesícula biliar. A vesícula biliar se localiza próxima ao fígado e tem a função de armazenar a bile produzida por ele. A bile auxilia na digestão das gorduras e contém grande quantidade de sais biliares que são sintetizados a partir de várias substâncias, entre elas o colesterol.

Quando algumas dessas substâncias aumentam a sua concentração na bile, elas podem ir se acumulando na vesícula. Ao passar dos meses e anos, esses acúmulos formam os cálculos, também chamados de pedras.

Quando esses cálculos se alojam na vesícula biliar, não causam nenhum tipo de sintoma, mas quando eles ficam presos no canal biliar, bloqueiam o fluxo da bile para o intestino, causando a chamada cólica biliar, que se caracteriza por uma dor intensa no lado direito superior do abdome ou nas costas, entre as omoplatas. Os cálculos biliares variam em número, cor, forma e tamanho. Algumas pessoas apresentam somente um cálculo, enquanto que outras podem apresentar mais de mil cálculos.

Os cálculos biliares são causados por alterações na composição da bile. Essas alterações ocorrem por diversos fatores, como:

►  Alimentação rica em gorduras e carboidratos;
►  Alimentação pobre em fibras;
►  Sedentarismo, que aumenta o colesterol ruim e diminui o colesterol bom;
►  Diabetes;
► Hipertensão;
►  Obesidade;
► Tabagismo;
► Uso prolongado de anticoncepcionais;
► Elevados níveis de estrogênio (isso explica por que é mais comum os cálculos biliares no sexo feminino);
► Predisposição genética.

Esteoatose hepática

O acúmulo de gordura no fígado, tecnicamente chamado de esteatose hepática, é um problema bastante comum que pode ser causado por fatores de risco como obesidade, diabetes, colesterol alto e consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Apesar de nem sempre existirem sintomas, é possível que algumas pessoas sintam dor no lado direito do abdômen, barriga inchada, enjôos, vômitos e mal-estar geral. Na presença desses sintomas, deve-se consultar um hepatologista para realizar exames que avaliam o funcionamento do fígado e a gravidade da doença. A gordura no fígado pode ser controlada com alterações na dieta e a prática regular de exercício físico, sendo importante seguir o tratamento adequado para evitar complicações como a cirrose.

Principais sintomas

Normalmente durante os primeiros estágios da doença não existe qualquer tipo de sintoma e, por isso, a esteatose é muitas vezes descoberta acidentalmente através de exames para diagnosticar outras doenças.

No entanto, nos estágios mais avançados, pode surgir dor no lado direito superior do abdômen, perda de peso sem explicação, cansaço e mal-estar geral, com enjôos e vômitos, por exemplo. Em casos de cirrose, outros sintomas também podem surgir como pele e olhos amarelados, coceira no corpo e inchaço na barriga, nas pernas e nos tornozelos.

O diretor executivo da Astir, SGT PM Alan Mota informa os associados que o médico Elson Baroni atende as segundas e quartas-feiras pela manhã (até as 11h00min), no ambulatório. Em caso de urgência e emergência o paciente dever ser encaminhado para o Serviço de Pronto Atendimento, finalizou Alan.

Fontes: Médico Elson Baroni/ SGT PM Alan Mota/https://www.minhavida.com.br/saude/temas/gastrite/ https://www.tuasaude.com/gordura-no-figado/ https://www.tuasaude.com/pedra-na-vesicula/

Texto: Jornalista Wilson Souza/ https://www.minhavida.com.br/saude/temas/gastrite/ https://www.tuasaude.com/gordura-no-figado/ https://www.tuasaude.com/pedra-na-vesicula/
Foto: Jornalista Wilson Souza
Formatação e publicação: Stanley Monteiro

 

 

DICA DE SAÚDE – Como evitar crises de labirintite

Não há distinção de faixa etária para o aparecimento do problema. Saiba o que fazer para evitar as crises de labirintite

Texto: Stella Galvão/ Foto: Shutterstock/ Adaptação: Letícia Maciel 

Mais que ser medicado, pessoas que apresentam labirintite precisam combater e erradicar as causas. Acompanhe as principais dicas dos médicos:

1-Consulte um médico regularmente para manter os níveis de colesterol, triglicérides, glicemia, pressão arterial e outros indicadores clínicos sob controle.

2-Evite o fumo e o uso abusivo de bebidas alcoólicas.

3-Evite, previna e trate distúrbios metabólicos e hormonais.

4-Não abuse de sal, café, chocolate e outros alimentos com cafeína e/ou estimulantes.

Veja como evitar as crises de labirintite

5-Na dieta diária reduza ao máximo o consumo de açúcar e de gorduras.

6-Evite grandes intervalos entre as refeições. O ideal, mesmo, é não passar três horas sem levar algum alimento à boca.

7-Quando fizer exercícios, certifique-se de estar alimentado e hidratado para evitar quedas glicêmicas e desmaios.

8-Trate qualquer infecção que apareça, seja de causa viral ou bacteriana, porque ela pode repercutir, a distância, no seu equilíbrio.

9-Não se exponha a ruído de lazer excessivo (shows, MP3 players etc.)

Na hora da crise 

Os médicos recomendam que o paciente fique na posição em que se sentir melhor: sentado, deitado de costas ou de lado. Há quem goste de ficar sentado, mas a maioria prefere ficar em decúbito dorsal (de lado) com a cabeça um pouco levantada. Outra dica do médico Antonio Douglas Menon é o paciente observar as situações que costumam levar às crises. Por exemplo, virar a cabeça várias vezes e rapidamente, baixá-la bruscamente ou quando ouve ruídos muito fortes. Desse modo, a prevenção se baseia em evitar determinado movimento ou a exposição ao estímulo sonoro.

Fonte: http://revistavivasaude.uol.com.br/clinica-geral/dicas-para-evitar-crises-de-labirintite/2125/#

Foto: Shutterstock 

Texto: Stella Galvão/ Foto: Shutterstock/ Adaptação: Letícia Maciel
Pesquisa, transcrição, distribuição e adaptação para o site da Astir: Jornalista Wilson Souza

Não considere quaisquer informações apresentadas nesta apresentação como aconselhamento médico. Você deve sempre consultar o seu médico ou profissional de saúde qualificado e especializado, antes de seguir qualquer TIPO DE ACONSELHAMENTO OU SE AUTOMEDICAR baseado nessas dicas. A Astir, não se responsabiliza pelo conteúdo do texto da fonte. 

 

 

GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA – Médico especialista da Astir orienta

Brasil A. – Médico especialista em ginecologia e obstetrícia

O médico especialista em ginecologia e obstetrícia, A. Brasil orienta as pacientes sobre os ciclos de menstruação como segue:

Menarca – Menarca é a primeira menstruação de uma mulher, que acontece durante a adolescência, entre os 10 e os 15 anos de idade.

Após a primeira menstruação o corpo da mulher já está preparado para ter filhos, passando assim por intensas transformações biológicas, psicológicas e sociais.

Sintomas da Menarca

Assim como as outras menstruações, a menarca pode apresentar cólicas.

Duração da Menarca

A duração da primeira menstruação varia de mulher pra mulher, mas geralmente o fluxo é fraco e dura aproximadamente 3 dias. É comum o ciclo ser irregular no primeiro ano, a próxima menstruação pode acontecer  2 ou 3 meses após a menarca.

Mudanças Corporais após a menarca

A menarca é considerada um evento central da puberdade feminina, e marca o inicio de inúmeras mudanças corporais como o desenvolvimento das mamas, aumento de peso, desenvolvimento dos órgãos genitais, aparecimento de pêlos pubianos e nas axilas e aumento dos quadris.

ClimatérioO climatério é o período de transição em que a mulher passa da fase reprodutiva para a fase não-reprodutiva. Essa alteração ocorre devido a uma diminuição dos hormônios produzidos pelos ovários levando ao fim da fase reprodutiva da mulher e ocorre por volta dos 50 anos.

O climatério precoce ocorre quando estes sintomas surgem por volta dos 40 e 45 anos de idade.

Sintomas do climatério

  • Ondas de calor repentinas
  • Falta de desejo sexual
  • Menstruação irregular, acordar muitas vezes durante a noite
  • Insônia, sudorese, formigamentos, irritabilidade
  • Cansaço, ansiedade, choro fácil, tontura, palpitações
  • Esquecimento, tristeza, dor de cabeça, falta de concentração
  • Secura vaginal, dor nas relações
  • Infecção urinária, dor nas articulações
  • Incontinência urinária ao esforço
  • Dor muscular, osteoporose, perda dentária
  • Doenças cardiovasculares

Estes sintomas iniciam-se antes da última menstruação e podem durar até 3 anos após essa ocorrência.

Para o diagnóstico do climatério devem-se observar os sinais e sintomas que a mulher apresenta e pode-se realizar a dosagem hormonal para confirmá-lo.

A menopausa – É caracterizada pelo fim da menstruação, por volta dos 45 anos de idade, e é marcada por sintomas como ondas de calor que surgem repentinamente e a sensação de calafrios que vêm logo a seguir.

O tratamento para menopausa pode ser feito através da reposição hormonal sob indicação do ginecologista, mas também pode ser feito de forma natural com o uso de fitoterápicos.

O que acontece na menopausa

O que acontece na menopausa é que o organismo deixa de produzir os hormônios estrogênio e progesterona, e isto pode gerar sintomas como ausência de menstruação, ondas de calor e irritabilidade, mas nem todas as mulheres percebem estes sintomas, para algumas a menopausa pode passar quase que despercebida sendo somente diagnosticada pelo médico através de um exame de sangue que verifica a questão hormonal.

Os sintomas da menopausa podem surgir a partir dos 35 anos de idade e tendem a se intensificar a partir desta idade. A idade da menopausa varia entre os 40 e 52 anos. Quando ela ocorre antes dos 40 é chamada de menopausa precoce e quando ocorre depois dos 52 anos, menopausa tardia.

Algumas alterações que acontecem na menopausa são:

  • Cérebro: alterações de humor e da memória, irritabilidade, depressão, ansiedade, dor de cabeça e enxaqueca;
  • Pele: aumento da sensibilidade ao calor, vermelhidão, acne e pele seca;
  • Mamas: aumento da sensibilidade da mama e caroços;
  • Articulações: Diminuição de a mobilidade articular, rigidez;
  • Sistema digestivo: Tendência a prisão de ventre;
  • Músculos: cansaço, dor nas costas, diminuição da força muscular;
  • Ossos: Perda da densidade óssea;
  • Sistema urinário: secura vaginal, enfraquecimento dos músculos que suportam o reto, útero e bexiga, tendência a desenvolver infecções urinárias e vaginais;
  • Fluidos corporais: retenção de líquidos e aumento da pressão arterial.

O diretor executivo da Astir, ALSGT PM Alan Mota informa que o ambulatório da Astir disponibiliza médicos especialistas em ginecologia obstetrícia as segundas, quartas e quintas-feiras por agendamento. “Em caso de urgência e emergência a paciente deverá ser encaminhada ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA), 24 horas, 7 dias por semana, com médico equipe de enfermagem, entre outros. “O médico avaliará o caso e se for necessário encaminhará a paciente para o especialista ou Hospital conveniado, disse Alan.

Fontes: Dr. A. Brasil ginecologista/AL https://www.tuasaude.com/menarca/ https://www.tuasaude.com/climaterio/
https://www.tuasaude.com/menopausa/

Texto: Jornalista Wilson Souza e sites da fonte
Foto: Jornalista Wilson Souza
Formatação e publicação: Stanley Monteiro – Website