Principais doenças da coluna

Os principais problemas de coluna, como lombalgia, artrose e hérnia de disco são comuns na idade adulta e pode estar relacionadas ao trabalho, má postura, sedentarismo.

Quando a dor na coluna é intensa, persistente ou quando é acompanhada por sintomas como dor, queimação, formigamento ou outra alteração de sensibilidade na coluna, braços ou pernas, é importante procurar um ortopedista para que sejam realizados exames. O tratamento pode incluir uso de remédios, fisioterapia e por vezes, cirurgia.

Indicamos aqui as principais doenças que afetam a coluna, seus sintomas e formas de tratamento:

1. Dor nas costas – Lombalgia

Também conhecida por dor nas costas, afeta indivíduos de todas as idades e pode surgir em qualquer fase da vida. A lombalgia pode durar dias ou meses.

Sintomas de lombalgia

Em alguns casos, além de causar dor no fundo das costas, pode causar sensação de queimação ou formigamento numa ou nas duas pernas (especialmente na parte de trás), conhecida por dor ciática, porque afeta o nervo ciático que passa por esta região.

Como aliviar a dor nas costas

Seu tratamento pode ser feito com sessões de fisioterapia e reeducação postural global, conhecida pela sigla RPG. Um bom tratamento caseiro é fazer exercícios de alongamentos e colocar uma compressa morna na região da dor.

2. Artrose na coluna

Apesar de ser mais comum nos idosos, também pode afetar jovem. A artrose na coluna pode ser causada por acidentes, excesso de atividade física, levantar muito peso, mas também há fatores genéticos envolvidos.

Sintomas de artrose na coluna

A artrose na coluna pode ser uma doença grave que gera sintomas como intensa dor nas costas e dificuldade em se levantar da cama, por exemplo.

Tratamento para artrose na coluna

Seu tratamento pode ser feito através da ingestão de remédios para a dor, sessões de fisioterapia e, em alguns casos, cirurgia. Normalmente, quem tem artrose na coluna também sofre de artrose em outras articulações do corpo.

3. Hérnia de disco

Também conhecida popularmente como “Bico de papagaio”, a hérnia de disco pode ser uma situação grave, que requer cirurgia. No entanto, muitos pacientes conseguem viver com uma hérnia sem nenhuma dor.

Sintomas de hérnia de disco

Geralmente, a hérnia de disco causa dor na região onde ela se encontra, além de sensação de queimação, formigamento ou sensação de fraqueza nos braços ou nas pernas. Isso ocorre porque, conforme o disco intervertebral empurra a medula, as terminações nervosas são afetadas, causando dor e formigamento.

Tratamento para hérnia de disco

O tratamento para hérnia de disco pode ser feito com fisioterapia, remédios para aliviar a dor e o desconforto, acupuntura e hidroterapia, mas em alguns casos nem mesmo a cirurgia pode ser o suficiente para curar o indivíduo e, por isso, cada caso deve ser cuidadosamente avaliado pelo médico e pelo fisioterapeuta, para que o tratamento seja direcionado para sua necessidade.

Estas alterações da coluna podem afetar qualquer região da coluna, tanto cervical, como torácica e lombar. Sendo que a região cervical é próxima do pescoço, a torácica é a parte do meio das costas e a lombar é a parte final da coluna, como se pode ver na segunda imagem.

Quando for no médico

É aconselhado ir a uma consulta médica quando há dor na coluna que não passa mesmo com o uso de remédios para dor, receitados pelo médico. O médico mais indicado para procurar nestes casos é o ortopedista, que poderá observar o indivíduo, ouvir suas queixas e solicitar exames, como raio-x ou ressonância magnética, que podem ajudar no diagnóstico, sendo importante para decidir o tratamento mais adequado. A consulta médica também é indicada quando:

  • O indivíduo apresenta intensa dor nas costas, que não cede com o uso de analgésicos e antiinflamatórios;
  • Não é possível se mexer corretamente por causa da dor nas costas;
  • A dor é persistente ou piora com o passar do tempo;
  • A dor na coluna irradia para outras regiões do corpo;
  • Febre ou calafrios;
  • Se tiver tido algum tipo de acidente ultimamente;
  • Se perder mais de 5 kg em 6 meses, sem motivo aparente;
  • Não é possível controlar a urina e as fezes;
  • Fraqueza muscular;
  • Dificuldade em se movimentar pela manhã.

O médico que se deve procurar em caso de dor na coluna é o ortopedista ou o reumatologista. Ele deverá solicitar exames de imagem da coluna como raios-X ou ressonância magnética e depois de ver os resultados decidir pelo melhor tratamento. Na consulta é importante dizer a característica da dor, quando ela começou, o que estava fazendo quando ela surgiu se existe algum momento em que ela piora, se existem outras áreas afetadas.

Fonte: https://www.tuasaude.com/principais-doencas-da-coluna/

NOTA: Todo e qualquer tratamento da coluna deve ser por orientado pelo médico ortopedista-traumatologista ou ainda reumatologista, NÃO tome medicamentos, ou faça qualquer tipo de tratamento sem ser encaminhado pelo médico, pois caso você faça exercícios aleatórios ou tome remédios sem receituário médico, pode causar demora da cura do paciente e colocar em risco sua saúde. Os profissionais Fisioterapeutas podem ser consultados com ou sem encaminhamento médico. A ASTIR mantém um centro avançado de fisioterapia.  

Texto: Adaptação, distribuição e edição: Jornalista Wilson Souza/ https://www.tuasaude.com/principais-doencas-da-coluna/

Não serão apresentadas imagens das patologias da coluna, nesta apresentação, pois são de interesse apenas do profissional médico. (Nota da assessoria de imprensa)

Não considere quaisquer informações apresentadas nesta apresentação como aconselhamento médico ou diagnóstico. Você deve sempre consultar o médico que é o profissional de saúde qualificado e especializado, antes de seguir qualquer TIPO DE ACONSELHAMENTO OU SE AUTOMEDICAR, baseado nessas dicas. A Astir, não se responsabiliza pelo conteúdo do texto da fonte. (Nota da assessoria de imprensa)

Emergência – Médica da Astir fala sobre os riscos de doenças carênciais

A médica, Samanda Maia explica o que são doenças carenciais, de uma vez que a alimentação é fator primordial pra evitar esse tipo de patologia.

Vejamos:

 Os nutrientes são substâncias utilizadas pelo organismo por meio da alimentação e têm como objetivo fazer com que o organismo funcione perfeitamente. Eles são divididos em ‘macronutrientes’ e ‘micronutrientes’.

Os macronutrientes são os carboidratos, proteínas e as gorduras. Os micronutrientes são as vitaminas, minerais, água e fibras. A explicação para cada um deles você verá a seguir.

Carboidratos

Os alimentos ricos em carboidratos podem ser chamados de alimentos energéticos, uma vez que estes dão energia ao organismo para poder realizar, as atividades diárias, como por exemplo, dirigir, andar, trabalhar, estudar, se exercitar, entre outros.

Dentro deste grupo encontram-se os cereais (arroz, trigo, milho, aveia, centeio, cevada), tubérculos (batata, mandioca, mandioquinha, cenoura, beterraba, aipim) e os açúcares (mel, frutose, geléias, compotas, bolos).

Eles são divididos em três grupos: monossacarídeos, dissacarídeos e polissacarídeos. Os dois primeiros podem ser denominados carboidratos simples, que são formados por um ou dois tipos de açúcares, e os polissacarídeos podem ser chamados de carboidratos complexos, que são compostos por milhares de blocos de carboidratos simples, que abrangem os amidos e as fibras.

Proteínas

As proteínas têm um papel importantíssimo para o organismo, uma vez que elas regulam a concentração muscular, ajudam na formação dos hormônios e de anticorpos e auxiliam a dilatação e a concentração dos vasos sanguíneos. Ou seja, elas têm uma função construtora e reparadora para o organismo.

Podem ser denominadas de proteína animal ou proteína vegetal. As proteínas de origem animal são encontradas nas carnes, ovos, frangos, leites e derivados. Este tipo de proteína é considerado essencial por fornecer a quantidade exata para o funcionamento do sistema.

Já as proteínas de origem vegetal, que são os feijões, lentilhas, grão-de-bico, entre outros, são consideradas incompletas por ser pobre na produção de aminoácidos essenciais, o que faz com que o organismo não funcione do modo correto.

Lipídios ou gordura

As gorduras que também são chamadas de lipídios têm a função não só de reserva de energia, mas também são utilizadas para construir a membrana das células na produção de alguns hormônios para proteger o corpo contra o frio e traumatismos.

Além disso, são muito importantes, pois têm ácidos graxos essenciais e vitaminas lipossolúveis, mas devem ser consumidas com cuidado, pois o excesso pode levar à obesidade. Elas podem ser encontradas tanto em alimentos de origem vegetal, quanto em alimentos de origem animal. E são divididas em três grupos: Saturadas, Gordura Trans e Insaturadas. A seguir vamos entender o que significa cada uma delas.

– Saturadas: Encontradas nos produtos de origem animal, são consideradas as mais perigosas. Seus efeitos são a elevação dos níveis de colesterol no sangue, o que pode causar doenças cardiovasculares futuramente.

– Gordura Trans: Faz parte das saturadas e podemos ingeri-las por meio de óleos vegetais. É mais nociva que as gorduras saturadas, elevando o LDL (colesterol ruim) e diminuindo o HDL (colesterol bom).

– Insaturadas:
 Essas têm um papel importante na redução do colesterol total. Por exemplo, os peixes são ricos em gorduras insaturadas. São consideradas menos perigosas.

Vitaminas

Junto aos nutrientes que vimos anteriormente, as vitaminas também estão entre os mais importantes para proteger o corpo contra as doenças e até mesmo contra certos tipos de câncer. São essenciais, uma vez que sem elas muitos órgãos não poderiam funcionar corretamente.

Portanto é impossível achar um único alimento que tenha sozinho todas as vitaminas em quantidade adequada para que o organismo aja de maneira exemplar. Por isso é preciso ter uma alimentação variada. A seguir você verá informações importantes sobre as vitaminas e suas funções. A vitamina A age na visão e também mantém saudável a pele e a membrana que forma os órgãos internos, aumenta a resistência a infecções,
estimula a formação de dentina e do esmalte, entre outras funções.

Ela é uma vitamina lipossolúvel e não pode ser ingerida em excesso. Pode ser encontrada na gema do ovo, em margarinas, cenouras, abóboras, batata-doce, brócolis, espinafres, entre outros alimentos.

O complexo B inclui as vitaminas B1, B2, B5, B6, B12 e ácido fólico. Elas atuam em muitas reações químicas do corpo, por exemplo, auxiliando a célula a oxidar carboidratos para obter energia.

A vitamina B1 beneficia o crescimento e o metabolismo dos tecidos, aumenta o apetite e também estabelece o equilíbrio do sistema nervoso. Você pode encontrar esta vitamina no feijão, na soja, ervilha, miúdos de animais, gema do ovo, pinhão, maçã, pêra, ameixa, entre outros. Na ausência dessa vitamina pode aparecer a falta de apetite, debilidade muscular e irritabilidade.

As vitaminas B2 e B6 são hidrossolúveis e tem como função proteger a pele e os olhos, dá energia às células, atua em algumas funções do sistema nervoso e ativa o metabolismo proteico. Podem ser encontrado na carne, fígado, agrião, espinafre, couve, ovos, leite, cereais, queijos, entre outros. A falta das vitaminas B2 e B6 podem causar dermatite, degeneração de vários órgãos, disfunção do sistema nervoso central e estomatite.

A vitamina B5 auxilia no metabolismo em geral, ela normalmente é encontrada nas carnes, gemas, batatas, ervilhas, couve-flor, tomate, entre outros. Quando você não tem a vitamina na dose adequada podem surgir dermatites, transtornos gastrointestinais e distúrbios degenerativos do sistema nervoso.

A vitamina B12 e o ácido fólico ajudam na fabricação do material genético da célula e na síntese de aminoácidos, sendo muito importante para a renovação das células do corpo. Sua falta pode aumentar o risco de anemia. Pode ser encontrada na laranja, ervilha, cenoura, levedura, vegetais folhosos, entre outros.

Levedura é um fungo que está presente na produção de vinho, da cerveja e é fonte de dióxido de carbono para a produção de pães. Atua também como suplemento alimentar e ajuda a pessoa na prevenção de acnes, queda de cabelos e também no envelhecimento.

Uma vitamina essencial para a manutenção dos tecidos de sustentação do corpo é a vitamina C. Além de ser antioxidante, fortalece os ossos, aumenta a resistência orgânica, reforça a atuação do ferro e tem efeito anti-estresse. Pode ser encontrada na goiaba, acerola, caju, cereja, laranja, cajá, pimentão verde, ervilha, fígado e rins. Sua ausência pode causar gengivites, diminuição da resistência a infecções e cansaço.

A vitamina D equilibra o cálcio e o fósforo e ajuda na retenção deles nos ossos e nos dentes, a fim de fazer com que os ossos e os dentes fiquem mais firmes e resistentes. Além disso, favorece também a absorção intestinal do cálcio, com a função de tornar melhor o funcionamento do intestino. São encontradas em óleos de fígado de bacalhau, peixes, ovas de peixes, leite, manteiga e cacau. Sua ausência pode causar raquitismo.

A vitamina E influencia a função reprodutora, tem papel antioxidante e protege as células de danos e degeneração. É encontrada no óleo de fígado de bacalhau, ovos, leite, germes de cereal, sementes, nozes, banana, repolho e vegetais. A falta desta vitamina causa distrofia muscular.

A vitamina K atua na coagulação do sangue e protege os vasos sanguíneos. Sua principal fonte é o repolho, espinafre, folhas em geral, vagem, cenoura e óleos vegetais. Sua carência causa hemorragias espontâneas.

Sais Minerais

Como as vitaminas, os sais minerais também são essenciais para regular as funções do corpo. Existem oito principais tipos de minerais, são eles: cálcio, fósforo, ferro, potássio, sódio, iodo, magnésio e enxofre. A seguir você conhecerá detalhadamente cada um deles.

O cálcio é o componente básico da estrutura óssea, ajuda a construir os dentes e tem função antialérgica e desintoxicante, além disso, estabelece equilíbrio com o ferro e cicatriza ferimentos. Você encontrará este mineral em leites e derivados, sardinha, salmão, verduras, frutas cítricas e no pão integral.

O fósforo está ligado à formação de tecidos duros, protege os músculos, facilita a absorção da glicose e da vitamina B2. Além disso, ele é um componente das células nervosas e cerebrais, além de ter equilíbrio com o cálcio. O fósforo é encontrado em carnes em geral, feijão, cebola, couve, abóbora, abacaxi, ameixa, ente outros.

O terceiro mineral é o ferro, sendo ele o responsável pela formação de glóbulos vermelhos no sangue e auxilia na respiração celular e também previne a anemia. Você encontrará este mineral em ostras, fígado, feijão, vagem, agrião, beterraba, tomate, pimentão, repolho, banana, frutas secas, mel, entre outros.

Outro mineral importante para o funcionamento do organismo é o potássio. Ele interfere no metabolismo das proteínas e proporciona flexibilidade aos músculos e boa disposição. O potássio se encontra no melado, arroz integral, raízes, frutas, mel e entre outros.

O sódio ajuda na digestão, neutraliza a acidez, evita a fermentação, além disso, evita cãibras e purifica o sangue. Pode ser encontrado em carnes em geral, peixes, cereais integrais, coco, nabo, morango, figo, entre outros.

O sexto mineral essencial é o iodo. Ele protege a glândula tireóide, regula o metabolismo, evita a queda de cabelo e auxilia no desenvolvimento sexual e na inteligência. Você encontrará o iodo nos moluscos, camarão, mariscos, alho, cebola, tomate, repolho, agrião, aveia e algas marinhas. O magnésio auxilia o metabolismo dos glicídios e do cálcio, participa na formação dos ossos e no sistema enzimático. Pode ser encontrado em folhas verdes, feijão, vagens, lentilhas, soja e na banana.

Por último, vem o mineral enxofre, que faz parte da molécula proteica, facilita na fixação do hidrogênio e interfere no sistema respiratório. Ele pode ser encontrado no repolho, pepino, pimentão, feijão, leguminosas e amendoim.

Água

Como para as plantas, a água também é fundamental para o funcionamento do organismo e de cada órgão dos seres humanos. Para isso ela tem como função auxiliar na digestão, regular a temperatura do corpo, diluir os alimentos sólidos, transportar os nutrientes e os resíduos. Além disso, ela ajuda na absorção e excreção dos alimentos ingeridos e também na redução das celulites.

Manter-se hidratado é muito importante para que o corpo opere suas funções de modo adequado, além de ser um hidratante natural da pele, sustenta também uma boa aparência. Seu parceiro fundamental é o rim, uma vez que ele serve para eliminar substâncias tóxicas do corpo e estimula o funcionamento do intestino.

Quando você bebe água, as formas na qual a água é eliminada do seu corpo é por meio da urina, a fim de eliminar as toxinas; pela evaporação nos poros (suor), que mantém a temperatura do corpo certa e elimina os sais e as impurezas da pele e as lágrimas, que também são uma forma de eliminação do ácido hidroxílico.

Portanto, para equilibrar com uma alimentação saudável e balanceada, você tem que tomar bastante água, não só para manter o corpo hidratado, mas para as funções do organismo serem executadas de forma correta.


Fibra

A fibra, assim como os outros nutrientes, tem um papel fundamental para o sistema digestivo. Suas funções essenciais são a redução de doenças relacionadas com o sistema digestivo, por exemplo, hemorróidas, prisão de ventre, arteriosclerose, diverticulose, entre outros.

Ela pode ser utilizada no controle da obesidade, por exemplo, uma vez que esta oferece uma sensação de saciedade, evita o excesso de colesterol e controla a diabetes. Quando consumida em forma de cereais, leguminosas, arroz, batatas, entre outros, conseqüentemente, o consumo de carnes, gorduras e açúcares diminuem, fazendo com que o controle para perda de peso seja executado com sucesso.

Além disso, uma dieta equilibrada e variada com fibras alimentares faz com que a mastigação e salivação aumentem o que faz a digestão melhorar. Você pode encontrar as fibras em frutas, legumes e vegetais diversos.

Mas lembre-se, quando nos alimentamos temos que digerir um componente de cada grupo alimentar para ter uma dieta saudável, variada e balanceada.
Nutrientes
Os nutrientes são substâncias utilizadas pelo organismo por meio da alimentação e têm como objetivo fazer com que o organismo funcione perfeitamente. Eles são divididos em ‘macronutrientes’ e ‘micronutrientes’.

Os macronutrientes são os carboidratos, proteínas e as gorduras. Os micronutrientes são as vitaminas, minerais, água e fibras.

Fontes: Médica do SPA ASTIR Samanda Maia/ https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/nutricao/nutrientes-substancias-fundamentais-para-a-saude/60205

Texto: Jornalista Wilson Souza/ https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/nutricao/nutrientes-substancias-fundamentais-para-a-saude/60205

Imagens: Meramente ilustrativas – Google

Hipertireoidismo e Hipotireoidismo – Percentual da população do Brasil atingida por essas patologias segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

Percentual da população do Brasil atingida por essas patologias segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia o percentual da população brasileira atingida por essas patologias são cerca de 10% das mulheres acima de 40 anos e em torno de 20% das que têm acima de 60 anos manifestam algum problema na tireóide. Porém é importante estar atento, pois todas as pessoas, independente de sexo e idade, estão sujeitas a alterações desta glândula.

Foto: SBEM

Algumas estatísticas demonstram que 1 em cada 5 mulheres que procuram seus ginecologistas para iniciar a terapia de reposição estrogênica apresentam, na verdade, problemas tireoidianos.

 

Conheça, abaixo, alguns sintomas de hipertireoidismo:

  • Dificuldade de dormir
  • Aceleração dos batimentos cardíacos
  • Intestino solto
  • Agitação
  • Muita energia, apesar de muito cansaço
  • Queda de cabelos
  • Calor e suor exagerado.
  • Menstruação irregular

Confira alguns sintomas do hipotireoidismo:

  • Depressão
  • Desaceleração dos batimentos cardíacos
  • Intestino preso
  • Menstruação irregular
  • Diminuição da memória
  • Cansaço excessivo
  • Dores musculares
  • Sonolência excessiva
  • Pele seca
  • Queda de cabelo
  • Ganho de peso
  • Aumento do colesterol no sangue
Foto meramente ilustrativa – Internet

Histórico

A palavra tireóide é originária do latim e significa forma de escudo. Em 1656, Thomas Warton escolheu essa denominação porque se acreditava que a única função da tireóide era estética, tornando o pescoço mais bonito.

Tireóide: auto-enxame

Se você apresenta um conjunto de sintomas, como os descritos a seguir, aprenda a fazer um auto-enxame.

O material necessário: Copo com água e um espelho (se possível, de cabo).

1. Segure o espelho e procure no seu pescoço a região logo abaixo do Pomo de Adão (popularmente conhecido como gogó). Sua tireóide está localizada aí.
2. Estenda a cabeça para trás para que esta região fique mais exposta. Focalize-a pelo espelho.
3. Beba um gole de água e engula.
4. Com o ato de engolir, a tiróide sobe e desce. Observe se há alguma protrusão ou nódulos na sua tireóide. Atenção: Não confunda a tireóide com seu Pomo de Adão. Repita este teste várias vezes até ter certeza.
5. Ao notar protrusões, procure seu endocrinologista.

Fonte: https://www.endocrino.org.br/hipertireoidismo-e-hipotireoidismo/

Transcrição: Wilson Souza/ Solicitação SGT PM RR Fábio Macedo Presidente do CONSAD
Fotos: Meramente ilustrativa e SBEM – Internet

As informações contidas nesta apresentação são de responsabilidade do site da fonte, ou seja, Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. A ASTIR, NÃO se responsabiliza pelo “conteúdo da fonte”.

 

Por que as pessoas soluçam? Especialista explica

O soluço é uma experiência que a maioria das pessoas certamente já teve, a situação pode ser engraçada ou um pouco constrangedora para alguns, e que dura pouco tempo. Porém, em alguns casos, o soluço que persiste por maior tempo pode ser um sinal de doença mais séria.

© Getty Images Foto: Reprodução/Shutterstock

Como funciona o soluço?

O soluço começa numa região mais baixa do corpo, na musculatura responsável pela respiração, que são os músculos que ficam entre as costelas, chamados músculos intercostais, e o diafragma, músculo no formato de uma lâmina que fica entre os pulmões e o estômago.

Normalmente estes músculos se expandem e o diafragma desce em direção ao estômago para permitir que o ar entre durante a inspiração. Já na expiração essa musculatura relaxa para permitir que o ar saia pelo nariz e pela boca.

Se algo irritar esses músculos, eles se contraem fortemente na forma de um espasmo, forçando o ar a sair de forma mais brusca e ao atingir as cordas vocais, elas se contraem gerando o som característico do soluço.

Porque a gente soluça?

O soluço é gerado toda vez que algum fator causar uma irritação no trajeto do nervo que vai desde o cérebro até o diafragma e músculos intercostais, por isso as causas são várias.

As razões mais comuns estão ligadas à alimentação, sendo elas:

  1. Comer demais ou muito rapidamente numa refeição;2.Distensão do estômago seja por bebidas com gás como refrigerantes, ou por engolir muito ar como no hábito de mascar chiclete;
  2. Bebida alcoólica em excesso;

  3. Doenças gastrointestinais como refluxo gastro-esofágicoe gastrite.

Outras causas são doenças que afetem o trajeto do nervo na parte mais superior, como doenças neurológicas (por exemplo), problemas na região cervical como laringite e doenças da tireóide, e na região do tórax como tabagismo, pneumonia e enfisema.

Fatores emocionais também podem ocasionar o soluço, como numa situação de tensão ou euforia. E algumas causas mais raras, a título de curiosidade, incluem: anestesia, disfunção dos rins e medicamentos (usados em anestesia e corticóides).

O que fazer quando o soluço não passa?

Na maioria das vezes, o soluço para após poucos minutos. Casos mais preocupantes, como doenças neurológicas e pulmonares, em geral se manifestam com soluço que persiste por vários dias e contínuo (além de terem outros sintomas associados, raramente apenas o soluço). Portanto fique atento e procure avaliação médica se o soluço for freqüente e perdurar por mais de 2 a 3 dias.

Fonte: https://www.msn.com/pt-br/saude/medicina/por-que-as-pessoas-solu%C3%A7am-especialista-explica/ar-BBTAt37?li=AAggPNl&ocid=mailsignout/ Dra. Samanta Dall´Agnese

Transcrição na íntegra: Jornalista Wilson Souza

Não considere quaisquer informações apresentadas nesta apresentação como aconselhamento médico ou diagnóstico. Você deve sempre consultar o médico que é o profissional de saúde qualificado e especializado, antes de seguir qualquer TIPO DE ACONSELHAMENTO OU SE AUTOMEDICAR baseado nessas dicas.

DICA DE SEGURANÇA – Vai usar soda cáustica? Saiba como manusear e armazenar!

Quanto o assunto é limpeza, a soda cáustica é bastante útil e eficiente. Ela pode ser usada para remover restos de verniz e tinta ou para limpar caixas de gordura e encanamentos.

Imagem – site da fonte

A soda cáustica também é um ingrediente fundamental na fabricação de sabão, detergente e outros produtos para limpeza do lar.

Entretanto, por se tratar de uma substância química com alto potencial corrosivo e tóxico, é preciso adotar uma série de precauções tanto para usar soda cáustica quanto para manusear o produto.

Continue a leitura para entender os cuidados com a soda cáustica e esclarecer todas as suas dúvidas sobre o assunto.

O que é soda cáustica?

soda cáustica é uma substância produzida através de uma reação química chamada eletrólise aquosa do cloreto de sódio (NaCl), que dá origem ao hidróxido de sódio (NaOH) – esse é o nome oficial da soda.

O apelido recebido pelo hidróxido de sódio foi dado graças ao seu alto potencial corrosivo, ou seja, cáustico.
Além do poder erosivo, a soda cáustica se apresenta como um sólido branco extremamente solúvel em água, liberando muito calor nesse processo, chamado de reação exotérmica.

Quanto o assunto é limpeza, a soda cáustica é bastante útil e eficiente. Ela pode ser usada para remover restos de verniz e tinta ou para limpar caixas de gordura e encanamentos.

A soda cáustica também é um ingrediente fundamental na fabricação de sabão, detergente e outros produtos para limpeza do lar.

Entretanto, por se tratar de uma substância química com alto potencial corrosivo e tóxico, é preciso adotar uma série de precauções tanto para usar soda cáustica quanto para manusear o produto.

Continue a leitura para entender os cuidados com a soda cáustica e esclarecer todas as suas dúvidas sobre o assunto.

O que é soda cáustica?

soda cáustica é uma substância produzida através de uma reação química chamada eletrólise aquosa do cloreto de sódio (NaCl), que dá origem ao hidróxido de sódio (NaOH) – esse é o nome oficial da soda.

O apelido recebido pelo hidróxido de sódio foi dado graças ao seu alto potencial corrosivo, ou seja, cáustico.
Além do poder erosivo, a soda cáustica se apresenta como um sólido branco extremamente solúvel em água, liberando muito calor nesse processo, chamado de reação exotérmica.

Portanto, trata-se de um produto tóxico, com potencial para causar queimaduras e intoxicações durante o seu manuseio.

Sendo assim, para usar soda cáustica é preciso adotar uma série de precauções para evitar danos à saúde, conforme você verá a seguir.

Imagem meramente ilustrativa – Google

Quais são os cuidados ao usar soda cáustica?

Se fosse possível resumir os cuidados com soda cáustica em uma só palavra bastaria dizer: proteção.
Assim, ao usar soda cáustica para limpar a caixa de gordura no na fabricação de sabão caseiro, o primeiro passo é evitar que o produto entre em contato com a pele e os olhos.

Para isso você deve usar luvas grossas e óculos de proteção e botas de plástico (ou calçados fechados).
Já as roupas usadas durante o manuseio da soda devem ser compridas, para evitar ao máximo o contato do produto com a pele.

Ao diluir a soda cáustica, você não deve jogar água em cima do produto, pois isso gera uma reação explosiva. O correto é adicionar as escamas ou pedaços aos poucos dentro do recipiente com água.

Para evitar acidentes e preservar todas as propriedades da soda cáustica, também é necessário adotar alguns procedimentos específicos no seu armazenamento.
É sobre esse assunto que falaremos agora, na última seção do nosso artigo. Confira!

Como armazenar o produto?

Por se tratar de uma substância extremamente solúvel em água, a soda cáustica absorve a umidade do ar com muita facilidade, tornando-se uma solução incolor quando exposta ao ambiente por muito tempo.
Isso faz com que ela perca boa parte da sua capacidade de higienização, prejudicando o resultado das receitas de sabão caseiro ou o uso para limpar os locais desejados.

Por isso, depois de comprar a soda cáustica, você deve mantê-la sempre em sua embalagem original, tomando o cuidado para deixar o pote sempre tampado e bem vedado.

A soda cáustica deve ser armazenada em um lugar fresco, ventilado e protegido do calor e da umidade. Para evitar acidentes com crianças e animais domésticos, o ideal é manter o produto em armários fechados.

Adotando todos esses cuidados com a soda cáustica, você poderá aproveitar todos os benefícios do produto na limpeza doméstica ou na sua fábrica de sabão caseiro.

Você tem dúvidas sobre como usar a soda cáustica? Acesse a área do nosso site especialmente destinada a responder os principais questionamentos ou entre em contato com a nossa equipe agora mesmo!

FONTES DE PESQUISA

https://goo.gl/qYrNiA/ https://goo.gl/TEpabZ/ https://goo.gl/P97zEk/ https://goo.gl/L3emZq
Texto e fonte: http://www.sodabel.com.br/blog/vai-usar-soda-caustica-saiba-como-manusear-e-armazenar-19

 

Campanha “Maio Amarelo” lembra importância da conscientização no trânsito

Observatório Nacional de Segurança Viária criou o movimento para conscientizar motoristas, motociclistas, ciclistas, pedestres a evitar atitudes perigosas, que custam vidas.

Começou nesta quarta (1º) a campanha que lembra a importância da educação no trânsito pra salvar vidas.

César Menezes: “Eu nasci na década de 60 e o carro da minha família era sem o retrovisor externo do lado direito, vinha de fábrica, não era exigido. Dentro, a gente tinha até uma alça pra segurar, mas cinto de segurança, nem na frente, nem atrás. E eu não me lembro sei quantas vezes eu viajei no espaço em cima do motor, atrás do banco, que a gente chamava de chiqueirinho. A velocidade máxima na estrada era de 80 kmh, mas a gente via muita gente passar a 100 kmh, 120 kmh e não tinha radar. Tudo isso parece bem absurdo hoje. É que muita coisa mudou: na fiscalização, na tecnologia dos carros, na forma de conduzir. Tudo pra dar segurança na hora de dirigir”.

Além do cinto, os carros ganharam airbag, freios ABS. Hoje, tem mais tecnologia até pra aprender a dirigir. Simuladores preparam os candidatos para enfrentar as ruas e as situações de perigo.

“Você entra nas aulas práticas já com a vantagem, você já sabe o que fazer pelo menos no básico, mesmo sendo diferente na hora, você tem os básicos”, conta Gabriel Dudenas, estudante.

As estradas também melhoraram. Traçado, asfalto, sinalização. A lei ficou mais rigorosa. Quem passa dos 20 pontos na carteira de motorista fica sem dirigir por um tempo. E a gente sabe que está difícil escapar da fiscalização.

Ela ficou muito mais eficiente. Mas apesar de tantos avanços, milhares de brasileiros continuam morrendo todos os anos em acidentes de trânsito. E quase todos eles têm um ponto em comum: a imprudência.

“A gente precisa que o brasileiro ajuste a sua conduta não só por medo da multa, mas principalmente por saber que as suas escolhas no trânsito aumentam ou diminuem o risco de acidente”, destaca Tibério de Freitas, porta-voz da PRF-SP.

Um estudo de uma agência do Departamento de Transportes do governo norte-americano concluiu que, em 94% dos acidentes analisados lá, a causa foi um erro humano. A Organização Mundial da Saúde diz que a conclusão vale para o mundo inteiro.

No Brasil, o Observatório Nacional de Segurança Viária criou o movimento Maio Amarelo, para conscientizar motoristas, motociclistas, ciclistas, pedestres a evitar atitudes perigosas, que custam vidas.

“Eu não ando sozinha no carro, eu compartilho a via com outras pessoas. Então, não sou só eu que sou afetada por um acidente de trânsito”, diz uma motorista.

A sexta edição do movimento Maio Amarelo pede para o motorista ouvir o que elas dizem.

Fonte: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2019/05/01/campanha-maio-amarelo-lembra-importancia-da-conscientizacao-no-transito.ghtml

Texto: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2019/05/01/campanha-maio-amarelo-lembra-importancia-da-conscientizacao-no-transito.ghtml

Transcrição: Jornalista Wilson Souza

 

1º de maio – Dia do Trabalhador Astir cumprimenta os colaboradores

Dia do Trabalho no Brasil

A Direção da ASTIR, cumprimenta todos os colaboradores pelo dia do trabalhador.

O Dia do Trabalho ou Dia do Trabalhador é comemorado anualmente em 1º de maio em diversos países do mundo.

O Dia do Trabalho é feriado nacional no Brasil, em Portugal, Rússia, França, Espanha, Argentina, entre outras nações.

Esta data representa o momento que os empregados e as empresas têm para refletir sobre as legislações trabalhistas, normas e demais regras de trabalho.

Nesta data também é homenageada a luta dos trabalhadores que reivindicaram por melhores condições trabalhistas. Graças à coragem e persistência desses trabalhadores, os direitos e benefícios atuais dos quais usufruímos foram conquistados.

Até meados do século XIX, os trabalhadores jamais pensaram em exigir seus direitos trabalhistas para seus patrões, apenas trabalhavam.

Mas, a partir de 1886, aconteceu uma manifestação de trabalhadores nas ruas de Chicago, para reivindicar a redução da jornada de trabalho (de 13 horas para 8 horas diárias), e nesse mesmo dia teve início uma greve geral nos Estados Unidos.

Os conflitos estadunidenses ficaram conhecidos como Revolta de Haymarket.

Três anos após as manifestações nos Estados Unidos (20 de junho de 1889, precisamente), foi convocada em Paris uma manifestação anual para reivindicação das horas de trabalho e foi programada para o dia 1º de Maio, como homenagem as lutas sindicais em Chicago.

No dia 23 de abril de 1919, o Senado francês ratificou às 8 horas de trabalho e proclamou o dia 1º de maio como feriado. Após alguns anos, outros países também seguiram o exemplo da França e decretaram o dia 1º de maio como feriado nacional dedicado aos trabalhadores.

No Brasil, o Dia do Trabalhador só foi reconhecido a partir de 1925, através de um decreto assinado pelo então presidente Artur Bernardes.

A criação da CLT (Consolidação das Leis de Trabalho) foi instituída através do Decreto-Lei nº 5.452, em 1º de Maio de 1943, pelo então presidente Getúlio Vargas. Durante o governo Vargas realizavam-se grandes manifestações que incluíam música, desfiles e normalmente o anúncio de alguma nova lei trabalhista. Até hoje, alguns governos seguem a tradição e comunicam o aumento do salário mínimo nesta data.

É importante que as pessoas trabalhem a fim de que possam ter garantidas suas condições de sobrevivência, alimentação, moradia, lazer, etc. Além disso, o trabalho traz dignidade ao homem, promove seu bem-estar físico e emocional, integrando-o à sociedade.

A Direção da ASTIR diz que todas as profissões são dignas de respeito, pois seria impossível manter uma vida organizada se não pudéssemos contar com elas. O carteiro, o motorista, o lixeiro, o pedreiro, o faxineiro, o médico, o enfermeiro dentre outros tantos profissionais, trazem maiores facilidades para nossas vidas, não seria possível exercer todas essas atividades sozinhos, concluiu Alan.

Texto: Jornalista Wilson Souza e Sites da fonte

Fontes: SGT PM Alan Mota https://www.calendarr.com/brasil/dia-do-trabalho/
http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-do-trabalho.htm

Imagens: Meramente ilustrativas (Google)
Formatação e publicação: Stanley Monteiro – Web site