25 de outubro – Dia do Cirurgião-Dentista e a Odontologia no Brasil

No dia 25 de outubro é comemorado o Dia do Dentista Brasileiro. A data também é lembrada como o Dia Nacional da Saúde Bucal.

No restante do mundo, o dia 3 de outubro é o dia celebrado para esse profissional.

O dentista é um profissional extremamente importante na vida das pessoas, pois ele é o responsável pela saúde bucal, sendo que ele trata dos nossos dentes, das nossas gengivas e também, inclusive, de ossos da face (como, por exemplo, o maxilar).

Esse indivíduo, portanto, trata os problemas dentários (cáries, por exemplo), ou seja, tudo o que estiver relacionado com a boca – de modo a prevenir as doenças e também a ensinar como é feita uma higienização correta –, assim como tratar da estética facial.

A formação para ser dentista é o curso de Odontologia. Após, o profissional pode escolher alguma especialização em áreas como: ortodontia, periodontia, prótese, endodontia, patologia bucal e outras.

Origem do Dia do Dentista Brasileiro

No dia 25 de outubro de 1884, houve a assinatura de um Decreto de Lei nº 9311, que foi o responsável pela separação do estudo da Odontologia das áreas médicas restantes. Dessa separação, houve a criação dos primeiros cursos de graduação da área nos estados do Rio de Janeiro e Bahia.

Essa data é a oficial para homenagear os profissionais que se dedicam pela saúde bucal da sociedade.

Como o Dia Nacional da Saúde Bucal foi também oficializado como 25 de outubro pelo Conselho Federal de Odontologia, a data também é vista como um dia para trazer conscientização para a população quanto a importância da adoção de medidas que previnem as doenças orais, isto é, as visitas a um consultório odontológico e também para uma higiene bucal de qualidade.

Regulamentação da profissão

Para ser exercida a profissão, deve-se obter o registro no Conselho Regional de Odontologia (CRO) de cada estado brasileiro. Esses Conselhos Regionais são uma extensão do Conselho Federal de Odontologia (CFO), visando à descentralização da fiscalização e das ações administrativas.

O gestor da odontologia da Astir, SGT PM RR Debrando parabeniza esses valorosos profissionais pelo seu dia. “Temos feito tudo que está ao nosso alcance para tornar o exercício da profissão dos nossos amados cirurgiões-dentistas em sua plenitude, disse Debrando”.

Fonte: https://www.calendariobr.com.br/dia-do-dentista-brasileiro/ SGT PM RR Debrando

Texto: transcrição, adaptação, distribuição e edição: Jornalista Wilson Souza https://www.calendariobr.com.br/dia-do-dentista-brasileiro

Imagens: Meramente ilustrativas – Internet

LEMBRETE: Visite o profissional dentista regularmente para profilaxia na arcada dentária, como também, o exame clínico bucal. Em caso de dor ou edema provocado por inflamação ou infecção dental, procure imediatamente o cirurgião-dentista e NÃO tome medicamentos sem receituário do odontologo, pode ser perigoso para sua saúde.

A Astir mantém atendimento odontológico de segunda às sextas-feiras, manhã e tarde, no ambulatório e nos finais de semana e feriados, em casos de urgência e emergência o paciente deverá procurar o Serviço de Pronto Atendimento (SPA), que o médico plantonista tomará as providências e havendo necessidade a enfermeira chefe irá chamar o profissional dentista de plantão. O PACIENTE NÃO FICA SEM ATENDIMENTO. (Nota da assessoria de imprensa)

Novembro azul foi o mês escolhido para a campanha de combate ao câncer de próstata, a ASTIR abraça essa causa; Junte-se a nós!

Câncer de próstata é a segunda maior causa de morte pela doença no País entre homens.

Diagnosticar a enfermidade em fase inicial possibilita que o tratamento tenha êxito em 9 entre 10 casos diz o Estado de  São Paulo.

câncer de próstata é o câncer que mais afeta a população masculina do nosso país depois do câncer de pele. Somente em 2014, segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) era esperado um aumento de 68.800 novos casos da doença no Brasil.

Imagem meramente ilustrativa (site da fonte)

Apesar de ser uma doença grave, cerca de90% dos casos são passíveis de cura, desde que o diagnóstico seja realizado precocemente. É nesse ponto que se encontra o maior desafio: o preconceito. A maioria dos homens evita procurarem o médico por temer o exame de toque retal, que, além do câncer, é importante para diagnosticar outros problemas anorretais e da próstata.

A fim de conscientizar a população, principalmente a masculina, sobre os riscos do câncer de próstata, formas de prevenção e as maneiras de diagnosticar a doença.

Surgiu o movimento internacional Novembro Azul. Durante todos os trinta dias de novembro são realizadas campanhas de esclarecimento sobre a doença, além da iluminação dos pontos turísticos ao redor do mundo como forma de divulgar o movimento. Comemorado inicialmente na Austrália em 2003, esse mês foi escolhido porque é o mesmo em que se comemora o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

Imagem meramente ilustrativa (Google)

Câncer de próstata

O câncer de próstata evolui lentamente, sendo assim, os sintomas são percebidos quando a doença já está em estágio avançado, dificultando o tratamento. Os principais sintomas desse tipo de câncer são a diminuição do jato de urina e uma mudança na freqüência urinária, que aumenta. Também pode ser observada alguma dificuldade ao urinar.

Uma alimentação saudável, rica em verduras, vitaminas e cereais, é uma das formas de prevenir a doença. Além disso, é importante evitar gorduras de origem animal e alimentar-se excessivamente de carneNão fumar, beber moderadamente e realizar atividades físicas também podem ajudar a diminuir os riscos de apresentar a doença.

Para diagnosticar o câncer de próstata, é fundamental a realização do exame de toque e o de sangue, que é conhecido como PSA (Antígeno Prostático Específico). Recomenda-se que, a partir dos 50 anos, o urologista seja procurado anualmente para a realização dos exames. Pacientes que possuem histórico familiar da doença devem procurar o médico a partir dos 45 anos de idade. Estima-se que homens com parentes próximos que tiveram esse tipo de câncer antes dos 60 anos possuem, em média, 3 a 10 vezes mais riscos de desenvolver essa neoplasia (câncer).

Sendo assim, ficar atento aos sinais do corpo e procurar o médico com freqüência é extremamente importante para diagnósticos precoces e tratamentos mais eficientes. Não deixe, portanto, que o medo ou a vergonha sejam empecilhos para o cuidado com a saúde.

CB PM Alan Mota – Diretor executivo da Astir

O diretor executivo da Astir, AL CB PM Alan Mota fala que os fatores como a idade, histórico familiar, raça, alimentação, sedentarismo e obesidade são considerados de risco aos homens. Se você se encontra dentro de pelo menos algum, faça o exame já! , finalizou Alan Mota.

Fontes: http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/datas-comemorativas/novembro-azul.htm/ http://emais.estadao.com.br/noticias/bem-estar,cancer-de-prostata-e-a-segunda-maior-causa-de-morte-pela-doenca-no-pais-entre-homens,10000085927/ O ESTADO DE SÃO PAULO 03/11/2016, 07h00min

Transcrição, adaptação, distribuição e edição de texto e imagens: Jornalista Wilson Souza
Imagens: Meramente ilustrativas (Google)
Foto: Jornalista Wilson Souza
Formatação e publicação: Stanley Monteiro

ALERTA: Não serão apresentadas imagens dessa patologia, pois são apenas de interesse do profissional médico.

FIQUE ATENTO: Todo e qualquer medicamento, sobras de medicamentos e remédios caseiros, o paciente NÃO deve tomar, pois pode ser prejudicial a sua saúde. NÃO tome qualquer tipo de medicamento sem receituário médico, pode ser perigoso para sua saúde, de acordo com os médicos. SOMENTE o profissional médico poderá receitar os medicamentos corretos para sua patologia. (Nota da assessoria de imprensa).

Não considere quaisquer informações apresentadas nesta apresentação como aconselhamento médico ou diagnóstico. Você deve sempre consultar o médico que é o profissional de saúde qualificado e especializado, antes de seguir qualquer TIPO DE ACONSELHAMENTO OU SE AUTOMEDICAR baseado nessas dicas. A Astir, não se responsabiliza pelo conteúdo do texto da fonte. (Nota da assessoria de imprensa)

EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO DE ELEIÇÃO DOS MEMBROS DA CIPA 2019/2020

A ASSOCIAÇÃO TIRADENTES DOS POLICIAIS MILITARES E BOMBEIROS MILITARES DO ESTADO DE RONDÔNIA (ASTIR), Porto Velho-RO. Convoca os seus funcionários a participarem do processo de eleição para concorrer aos cargos de membros Titulares e Suplentes da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes- CIPA, conforme determina a Norma Regulamentadora NR 05 (Portaria nº 3.214, de 08 de junho de 1978 e alterações).

CLIQUE AQUI PARA VISUALIZAR O EDITAL.

Dentística – Cirugiã-dentista da Astir comenta

A cirurgiã-dentista, Juliana Miranda comenta sobre os atendimentos que realiza nas áreas de dentística e atualizações na pediatria.

Cirugiã-dentista Juliana Miranda

Cirugiã-dentista Juliana Miranda

Ela explica que Dentística ou odontologia estética é o ramo da odontologia que atua na área da cosmética e restauração dental. Entre outros serviços, os profissionais desta especialidade tratam de clareamentos dos dentes, uso de resinas diretas, peeling gengival, facetas, aplicação de flúor e restaurações estéticas.

O seu principal foco é a estética, ainda que a restauração de dentes também seja uma medida importante para a saúde individual, já que a permanência de cáries pode causar problemas a vários níveis, além de criar problemas na mastigação dos alimentos.

Pesquisa os vários tipos de preparações dentárias, a relação dos materiais restauradores com a estrutura dentária e o resto do organismo, técnicas restauradoras, etc. Tornando possível ao cirurgião-dentista restaurar de forma direta ou indireta a estética e a função dos dentes comprometidos.

Já as atualizações em odontopediatria incluem basicamente diversos temas baseados em evidências científicas para aprimorar o atendimento do paciente infantil, como segue:

– Conduta clínica e psicológica no atendimento de bebês e crianças.
– Primeira consulta: exame clínico, diagnóstico e plano de tratamento.
– Radiologia e interpretação de imagens.
– Diagnóstico e tratamento das alterações dentárias.
– Cárie dentária: Atualidades na realização do diagnóstico e decisão de tratamento.
– Erosão dentária: prevenção, diagnóstico e tratamento.
– Higiene e hábitos deletérios.
– Atualidades no uso do flúor.
– Dentística minimamente invasiva e materiais dentários.
– Protocolo clínico de terapia pulpar em Odontopediatria.
– Traumatismo dentário em crianças.
– Anestesia e técnicas cirúrgicas em tecidos moles.
– Odontopediatria hospitalar e terapêutica medicamentosa.
– Pacientes especiais.
– Orientação e tratamento da gestante.
– HMI: hipomineralização de molar-incisivo.
– Maloclusões na dentição decídua.

O SGT PM RR Debrando, gestor do complexo odontológico da Astir diz que garante a qualidade no atendimento odontológico da Astir Porto Velho e nos Pólos, com profissionais dentistas altamente gabaritados, como também, com técnicas de higiene bucal, treinadas e capacitadas e ainda matérias, instrumentais, medicamentos (anestesias e outros) adquiridos de fornecedores comprometidos com as propriedades exigidas pelo protocolo padrão da Astir, confirmou Debrando.

“Os profissionais dentistas atendem de segundas às sextas-feiras, manhã e tarde; Em caso de urgência e emergência o paciente deverá ser encaminhado ao Serviço de Pronto Atendimento, onde receberá o socorro médico e a enfermeira chefe irá contatar o cirurgião-dentista de sobre aviso”, disse Debrando.

O diretor executivo da Astir, SGT PM Alan Mota fala que o complexo odontológico da Astir está equipado com o que há de mais moderno em equipamentos e aparelhos, assim como, medicamentos, anestésicos e outros de uso restrito do profissional dentista, concluiu.

Fontes: Cirurgiã-dentista Juliana Miranda/ SGT PM RR Debrando

https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/odontologia/o-que-e-dentistica/2641/ http://fapes.net/odontologia/cursos/atualizacao-em-odontopediatria/
Texto: Jornalista Wilson Souza e fontes
Foto: Jornalista Wilson Souza

 

Emergência – Médica da Astir relata patologias freqüentes no Serviço de Pronto Atendimento (SPA)

Médica Rivani Neves

 

Médica, Rivani Neves, do Serviço de Pronto Atendimento Astir relata patologias freqüentes de emergência.

DENGUE

O vírus da dengue é um arbovírus. São vírus transmitidos por picadas de insetos, especialmente os mosquitos. Existem quatro tipos de vírus de dengue (sorotipos 1, 2, 3 e 4). Cada pessoa pode ter os 4 sorotipos da doença, mas a infecção por um sorotipo gera imunidade permanente para ele.

O transmissor (vetor) da dengue é o mosquito Aedes aegypti, que precisa de água parada para se proliferar. O período do ano com maior transmissão são os meses mais chuvosos de cada região, mas é importante manter a higiene e evitar água parada todos os dias, porque os ovos do mosquito podem sobreviver por um ano até encontrar as melhores condições para se desenvolver.

Os principais sintomas da dengue são:

  • Febre alta > 38.5ºC.
  • Dores musculares intensas.
  • Dor ao movimentar os olhos.
  • Mal estar.
  • Falta de apetite.
  • Dor de cabeça.
  • Manchas vermelhas no corpo.

No entanto, a infecção por dengue pode ser assintomática (sem sintomas), leve ou grave. Neste último caso pode levar até a morte. Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40°C), de início abrupto, que geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, além de prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e coceira na pele. Perda de peso, náuseas e vômitos são comuns. Em alguns casos também apresenta manchas vermelhas na pele.

Na fase febril inicial da dengue, pode ser difícil diferenciá-la. A forma grave da doença inclui dor abdominal intensa e contínua, vômitos persistentes e sangramento de mucosas. Ao apresentar os sintomas, é importante procurar um serviço de saúde para diagnóstico e tratamento adequados.

São sinais de alarme da dengue os seguintes sintomas:

  • Dor abdominal intensa e contínua, ou dor à palpação do abdome.
  • Vômitos persistentes.
  • Acumulação de líquidos (ascites, derrame pleural, derrame pericárdico).
  • Sangramento de mucosa ou outra hemorragia.
  • Aumento progressivo do hematócrito.
  • Queda abrupta das plaquetas.

Dengue tem cura?

A dengue, na maioria dos casos, tem cura espontânea depois de 10 dias. A principal complicação é o choque hemorrágico, que é quando se perde cerca de 1 litro de sangue, o que faz com que o coração perca capacidade de bombear o sangue necessário para todo o corpo, levando a problemas graves em vários órgãos e colocando a vida da pessoa em risco.

Como toda infecção, pode levar ao desenvolvimento Síndrome de Gulliain-Barre, encefalite e outras complicações neurológicas.

TRATAMENTO

Apenas o médico é o profissional habilitado para receitar medicamentos, orientar os pacientes sobre os cuidados.

A médica ALERTA: Não tome medicamentos por conta própria ou por indicação de terceiros, pode retardar a cura da dengue, bem como, ser perigosos para sua saúde, então EVITE.

SÍNDROME RESPIRATÓRIA AGUDA (O que é gripe (influenza))

A influenza ou gripe é uma infecção aguda do sistema respiratório, ocasionada pelo vírus influenza, com elevado potencial de transmissão. Inicia-se com febre, dor muscular, e tosse seca. Em geral, tem evolução por período limitado, em geral de um a quatro dias, mas pode se apresentar forma grave. O Sistema Único de Saúde (SUS) oferta a vacina que protege contra os tipos A e B do vírus.

A gripe propaga-se facilmente e é responsável por elevadas taxas de hospitalização. Idosos, crianças, gestantes e pessoas com doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, ou imunodeficiência são mais vulneráveis aos vírus.

Um indivíduo pode contrair gripe várias vezes ao longo da vida.

 Clinicamente, a gripe (influenza) inicia-se com febre, em geral acima de 38°C, seguida de dor muscular e de garganta, prostração, cefaléia e tosse seca. A febre é o sintoma mais importante e dura em torno de 3 dias.Os sintomas sistêmicos são muito intensos nos primeiros dias da doença.

Com a sua progressão, os sintomas respiratórios tornam-se mais evidentes e mantêm-se em geral por 3 a 4 dias, após o desaparecimento da febre.

Adulto – O quadro clínico em adultos sadios pode variar de intensidade

Criança – A temperatura pode atingir níveis mais altos, sendo comum o achado de aumento dos linfonodos cervicais e também podem fazer parte os quadros de bronquite ou bronquiolite, além de sintomas gastrointestinais

Idoso – quase sempre se apresentam febris, às vezes, sem outros sintomas, mas em geral, a temperatura não atinge níveis tão altos.

Os demais sinais e sintomas da gripe (influenza) Olhos avermelhados e lacrimejantes são habitualmente de aparecimento súbito, como:

  • Mal estar.
  • Cefaléia.
  • Dor de garganta.
  • Dor nas juntas.
  • Prostração.
  • Secreção nasal excessiva.
  • Tosse seca.

 Podem ainda estar presentes na gripe (influenza) os seguintes sinais e sintomas:

  • Diarréia.
  • Vômito.
  • Rouquidão.

O diretor executivo da Astir, SGT PM Alan Mota fala da importância do paciente em não se automedicar, de acordo com as orientações médicas e o Ministério da Saúde. “Os protocolos medicamentosos só poderão ser realizados pelo profissional médico, pois em alguns casos a patologia tende a complicar o que pode levar o paciente a piora geral do quadro ou até mesmo colocar sua saúde, em geral, a todo tipo de risco, finalizou Alan.

Fontes: Médica Rivani Neves/ http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/dengue/ http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/gripe

Texto: Jornalista Wilson Souza/ http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/dengue/ http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/gripe

Foto: Jornalista Wilson Souza

18 de outubro — Dia do Médico

No dia 18 de outubro é comemorado o Dia do Médico, um profissional responsável pela saúde da população. Para ser médico, é necessário conhecimento teórico e habilidades humanas.

No dia 18 de outubro é comemorado o Dia do Médico, um profissional responsável por cuidar e promover a saúde de toda a população. Essa data foi escolhida em referência ao Dia de São Lucas, o santo padroeiro da Medicina.

O médico é o profissional responsável por descobrir as enfermidades que atingem determinado paciente, fornecendo suporte e indicações adequadas para que haja a cura. É ele também o responsável por indicar formas de prevenir doenças e orientar o indivíduo para que esse possa ter uma vida mais saudável.

A medicina, sem dúvidas, é uma das áreas do conhecimento que exigem maior comprometimento e responsabilidade por parte do profissional. Para ser um bom médico, é fundamental um investimento constante em aperfeiçoamento, ficando sempre informado a respeito das novas descobertas científicas, conhecendo novos tratamentos e exames, além de estar atento às novas doenças que surgem a todo tempo.

O bom médico, além de ter um bom embasamento teórico, deve saber relacionar-se, promovendo uma relação de confiança com seu paciente. A relação médico-paciente é fundamental para o andamento adequado do tratamento, uma vez que o paciente sente-se à vontade para falar em detalhes o que lhe aflige. Assim sendo, é fundamental que o médico abra espaço para questionamentos e saiba explicar de maneira atenciosa e cuidadosa o que acomete cada pessoa.

A relação de confiança estabelecida entre médico-paciente também é importante nos momentos de grande dor, como ao informar sobre uma doença terminal. O médico deve estar preparado para encarar a morte e ajudar os parentes e até mesmo o paciente a encarar esse momento tão difícil.

Diante de tantos desafios, os médicos merecem que o dia 18 de outubro seja uma data para o reconhecimento desse profissional e de sua importância para a sociedade.

O diretor executivo da Astir, SGT PM Alan Mota, congratula-se com os profissionais médicos pelo seu dia e fala com probidade que os serviços prestados pelo mesmo são de relevância e salvam vidas humanas, pontuou.

Fontes: http://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-medico.htm/ https://www.google.com.br/search?biw=1366&bih=638&tbm=isch&sa=1&q=+dia+do+médico+fotos&oq=+dia+do+médico+fotos&gs_l=psy-ab.3..0i30k1j0i8i30k1l3.318071.318071.0.318394.1.1.0.0.0.0.315.315.3-1.1.0….0…1.1.64.psy-ab..0.1.315

Texto: transcrição, adaptação, distribuição e edição: jornalista Wilson Souza/ http://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-medico.htm

Imagens: Meramente ilustrativas – Internet

Astir inicia campanha de conscientização outubro rosa

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo.

O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.

Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama.

A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc. surgiram posteriormente, e não há uma informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação. O importante é que foi uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente.

A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em torno de tão nobre causa. Isso faz que a iluminação em rosa assuma importante papel, pois se tornou uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.

Outubro Rosa no Brasil:

A primeira iniciativa vista no Brasil em relação ao Outubro Rosa, foi a iluminação em rosa do monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera), situado em São Paulo-SP. No dia 02 de outubro de 2002 quando foi comemorado os 70 Anos do Encerramento da Revolução, o monumento ficou iluminado de rosa “num período efêmero” como relembra o secretário da Sociedade Veteranos de 32 – MMDC, o Coronel PM (reformado) Mário Fonseca Ventura.

Essa iniciativa foi de um grupo de mulheres simpatizantes com a causa do câncer de mama, que com o apoio de uma conceituada empresa européia de cosméticos iluminaram de rosa o Obelisco do Ibirapuera em alusão ao Outubro Rosa.

Em maio de 2008, o Instituto Neo Mama de Prevenção e Combate ao Câncer de Mama sediado em Santos-SP, em preparação para o Outubro Rosa, iluminou de rosa a Fortaleza da Barra em homenagem ao Dia das Mães e pelo Dia Estadual (São Paulo) de Prevenção ao Câncer de Mama comemorado todo terceiro domingo do mês de maio.

Mas o principal objetivo era alertar para a causa do câncer de mama e incentivar as mulheres da região da Baixada Santista a participarem do mutirão de mamografias realizado pelo Governo do Estado de São Paulo. No estado de São Paulo todo ano são realizados 2 (dois) mutirões de mamografia sendo, um em maio e o outro em novembro.

As várias reportagens de televisão e jornal, com a repercussão da Fortaleza da Barra iluminada de rosa em maio de 2008, foram apresentadas no mesmo mês no “Course for the Cure” realizado pela ong americana Susan G. Komen, no Hospital Israelita Albert Einstein em São Paulo-SP.

Em outubro de 2008, diversas entidades relacionadas ao câncer de mama iluminaram de rosa monumentos e prédios em suas respectivas cidades. Aos poucos o Brasil foi ficando iluminado em rosa em São Paulo-SP, Santos-SP, Rio de Janeiro – RJ, Porto Alegre-RS, Brasília-DF, Salvador-BA, Teresina-PI, Poços de Caldas-MG e outras cidades.

O Brasil é mundialmente conhecido pelo seu maior símbolo, a estátua do Cristo Redentor no Rio de Janeiro – RJ. E pela primeira vez, o Cristo Redentor ficou iluminado de rosa no Outubro Rosa.

Em maio de 2009, o Instituto Neo Mama de Prevenção e Combate ao Câncer de Mama, novamente iluminou de rosa a Fortaleza da Barra em homenagem ao Dia das Mães e pelo Dia Estadual (São Paulo) de Prevenção ao Câncer de Mama comemorado todo terceiro domingo do mês de maio. Mas o principal objetivo era alertar para a causa do câncer de mama e incentivar as mulheres da região da Baixada Santista a participarem do mutirão de mamografias realizado pelo Governo do Estado de São Paulo.

A partir de outubro de 2009, se multiplicou as ações relativas ao Outubro Rosa em todas as partes do Brasil. Novamente as entidades relacionadas ao câncer de mama e empresas se unem para expandir a campanha.

AL SGT PM Alan Mota – Diretor executivo da Astir

O diretor executivo da Astir, SGT PM Alan Mota fala que a associação Tiradentes coloca a disposição das associadas exames de ultrassom, raios-x, entre outros exames se assim o profissional médico requisitar. “A prevenção ainda é o melhor remédio”, disse o diretor.

FONTES: http://www.amucc.com.br http://www.caism.unicamp.br/index.php/using-joomla/extensions/components/content-component/article-categories/77-demo/543-historia-do-movimento-outubro-rosa

Pesquisa, distribuição de textos, redimensionamento de fotos: Jornalista Wilson Souza/ texto parte – DRT/RO 1705
Foto: Jornalista Wilson Souza
Imagens: Meramente ilustrativas (Internet) e Jornalista Wilson Souza (foto)
Formatação e publicação: Stanley Monteiro

Setembro Amarelo, Astir abraça essa causa

O Setembro Amarelo é uma campanha de prevenção ao suicídio que visa à conscientização da população sobre esse grave problema e formas de evitá-lo.

Setembro é o mês em que é realizada a campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, sendo o dia 10 desse mês o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Essa campanha, conhecida como “Setembro Amarelo”, foi criada no Brasil, em 2015, pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). Essa é uma campanha de extrema importância, uma vez que o suicídio é um problema grave de saúde pública e que, muitas vezes, pode ser evitado.

Apesar de o assunto ser delicado, é importante conversamos sobre o suicídio e maneiras como preveni-lo. Muitas pessoas pensam que esse ato é uma realidade distante e que afeta poucas pessoas, mas, infelizmente, os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram o contrário. De acordo com a OMS, a cada 40 segundos, uma pessoa morre por suicídio em algum lugar do nosso planeta. Isso significa que, em um ano, mais de 800 mil pessoas perdem sua vida dessa forma.

As causas do suicídio são variadas e, segundo o CVV, especialistas identificam transtornos mentais na maior parte das pessoas que se suicidam ou que tentam fazê-lo. Dentre os principais transtornos observados, destacam-se a depressão na forma simples, a depressão na formabipolar, a dependência química e a esquizofrenia.

Entretanto, não podemos afirmar que todas as pessoas que cometem suicídio apresentam esses transtornos. Não podemos nos esquecer de que, muitas vezes, o suicídio acontece de maneira impulsiva diante de algumas situações muito impactantes e inesperadas da vida, como final de relacionamentos, perda de pessoas queridas, abusos ou mesmo crises financeiras. O suicídio também é comum em pessoas que sofrem discriminação, como refugiados, imigrantes, gays, lésbicas, transgênicos e intersexuais.

Quando entendemos que o suicídio é uma realidade e que pode afetar pessoas a nossa volta, fica mais claro que é fundamental conversamos a respeito. Os suicídios podem ser evitados desde que tenhamos conhecimento sobre seus sintomas, suas causas e formas de evitá-lo.

Como podemos ajudar na prevenção do suicídio?

Para contribuirmos na prevenção do suicídio, devemos ser capazes de perceber os sinais de alerta que uma pessoa emite. Se você perceber que uma pessoa, por exemplo, está desinteressada (até mesmo das atividades de que gostava), não tem mais a mesma produtividade na escola ou no trabalho, está isolando-se de amigos e parentes, descuidando-se da aparência, não se importa mais com suas atividades diárias ou diz muitas frases relacionadas à morte, isso pode ser sinais de que aquela pessoa está precisando de ajuda.

O primeiro passo é conversar com essa pessoa, mas aqui fica uma dica importante: deixe que a pessoa fale, sem emitir julgamentos ou opiniões sobre o assunto. Deixe bem claro que sua vontade é apenas ajudar. O que devemos lembrar sempre é que não devemos medir a dor dos outros pelas nossas experiências pessoais e entender que o que não nos afeta não necessariamente não causa dor e sofrimento no outro.

É importante sempre incentivar a pessoa que está apresentando sinais de que pretende cometer suicídio a procurar ajuda especializada. Em casos visivelmente graves, é essencial que a família tenha conhecimento da situação, bem como amigos próximos, para que a pessoa seja acolhida e estimulada a procurar ajuda.

Caso perceba que a pessoa corre risco imediato, é fundamental não deixá-la sozinha. Nesses casos, entre em contato com serviços de emergência e com alguém de confiança.

A gestora de enfermagem a Asitr, Maríndia Cavalcante convida todos a participarem no próximo dia 17, no ambulatório de ato alusivo a prevenção do suicídio, com palestra de psicólogos e outros profissionais de saúde. “Não deixe de comparecer é muito importante esse tema, nos dias atuais, disse Maríndia”.

 Fontes: Enfermeira Maríndia Cavalcante/ https://brasilescola.uol.com.br/saude/setembro-amarelo.htm
Texto: Jornalista Wilson Souza/ https://brasilescola.uol.com.br/saude/setembro-amarelo.htm
Imagem: Meramente ilustrativa – Google